sábado, 9 de dezembro de 2017

Garotas Gostosas & Garras Grotescas


Imagem icônica em filmes (e  nos comics & na pulp fiction) de terror & ficção científica, a garra/mão/pata misteriosa/monstruosa/assassina ameaça uma bela jovem indefesa...




Desde o  cinema mudo, aonde a velha "Clutching Hand" dos seriados, surgia de passagens secretas/portas/janelas...



     " The Cat and the Canary" (O Gato e o Canário, 1927), uma das muitas adaptações de uma peça teatral de 1922...





...Passando pelos clássicos "B" dos anos 30/40.








                    Um susto clássico em "The Old Dark House" (A Casa Sinistra, 1932)




Paulette Godard ameaçada pela garra sinistra de "O Gato e o Canário" (versão 1939)


 Pelo "boom" de Sci-fi dos 50. Revival dos clássicos nos 60.










 Insanidade & trash dos 70. Novos "anos dourados" dos 80... Continuando nos 90, até hoje. Incontáveis vezes, As Garras Ameaçadoras Atacaram... 

















Ann Robinson é tocada nos ombros por um nojento marciano em "The War of the Worlds" (A Guerra dos Mundos, 1953).





Quem seria o misterioso e assassino "Fantasma da Rua Morgue" (The Phantom of the Rue Morgue, 1954) ???...




                           ...Somente quem nunca leu Edgar Allan Poe não saberia...







Se uma patinha de aranha já assusta...que tal esta de "Tarantula" (1954) ???




Beverly Garland leva um susto ao encontrar o incrivelmente estranho & trash "monstro brasileiro" "Curucu- Beast of the Amazon" (Curuçu, o Terror do Amazonas, 1956).





Um homem-mosca faz uma surpresa para Danielle de Metz em "The Return of the Fly" ( O Monstro de 1000 Olhos, 1959).





Yvette Mimieux enfrenta as garras de borracha de um Morlock em "The Time Machine" (A Máquina do Tempo, 1960).




As deliciosas ilustrações dos "Fumetti" italianos...











As "patinhas" carinhosas de "King Kong" (1976), tendo intimidades com Jessica Lange.





"O Gato Ataca o Canário"  novamente, aqui a versão de 1978 de "The Cat and the Canary", com Carol Lynley...





"The Legacy" (Legado à Morte, 1978)



"The Fog" (A Bruma Assassina, 1980) de John Carpenter



                                "Inferno" (A Mansão do Inferno, 1980) de Dario Argento




As Garras mais famosas do cinema..Freddy Krueger ataca durante o banho de Heather Langenkamp, em "Nightmare on Elm Street" (A Hora do Pesadelo, 1984 )...


...e além...







As garras do monstruosamente belo "Pumpkinhead" ( A Vingança do Demônio, 1988)...




                                    ...E além...










sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Martine Beswick: Da Jamaica Com Amor



Uma das grandes  pin-ups da Grã-Bretanha, nos anos 60/70, a deliciosa Martine Beswicke conseguiu unir sensualidade, talento, elegância e uma pitada de exotismo em tudo que fez. 




Nascida de pai britânico e mãe portuguesa em Port Antonio, Jamaica, em 26 de setembro de 1941, a bela menina morena queria ser atriz. Em 1954, ela, sua mãe e sua irmã Lorelei, se mudaram para Londres, e Martine teve que largar os estudos para ajudar no sustento da família. Ao mesmo tempo, ela conheceu uma atriz de teatro, ficaram amigas e Martine passou a estudar Shakespeare. Ela conta em uma entrevista: 
"Então ocorreu uma pequena lacuna e tive que voltar para a Jamaica e comecei a aparecer em fotos e pequenos filmes de turismo, sendo a estrela destas propagandas. Então eu peguei um destes curtas e o enviei para alguém na Inglaterra e disse: "Olhem esta garota, ela é realmente fantástica", e uma grande agência chamada MCA me escreveu e disse: "Quando você estiver na Inglaterra, venha nos ver. "Então, quando voltei para Londres, fui vê-los, e esse foi o começo".




Sua generosa silhueta foi selecionada para ser uma das meninas dançantes (não creditadas) de Maurice Binder nos créditos iniciais de " Dr. No" ( 007 Contra O Satânico Dr.No, 1962). Iniciava assim a sua associação com a série de aventuras do agente Bond. Jamesd Bond. No ano seguinte ela teria seu primeiro papel de verdade como a sensual ciganinha Zora, em "From Russia With Love" (Moscou Contra 007, 1963) de Terence Young. 




Quando Bond (Sean Connery) visita um acampamento cigano, ele assiste à uma luta entre duas garotas, uma delas com um olhar insondável, lábios desafiantes e corpo escultural...Martine! (a outra era a também linda ex-Miss Israel Aliza Gur). 




Ela voltaria para a  "Bondland" com um papel mais importante em  "Thunderball" ( 007 Contra Chantagem Atômica, 1965) de Terence Young .




 Agora ela vivia a bronzeada Bond-Girl Paula Caplan,garantindo assim um lugar duradouro nos corações dos fãs de 007- Martine é bastante especial, já que apareceu em três filmes da série: a única "Bond Girl" - além das atrizes que viveram Moneypenny - a fazer isso.  






Depois ela brilhou seu jeito selvagem em "One Million Years B.C." ( Mil Séculos Antes de Cristo, 1966), de Don Chaffey.




Se a estrela maior da aventura fantástica-pré-histórica da Hammer era a loiraça Rachel Welch (superando os maravilhosos dinossauros em stop-motion de Ray Harryhausen!) com sua sensual Loana, sua rival era a morena Nupondi "A Selvagem" (Martine Beswick)...





...E novamente ela esteve envolvida em uma briga de garotas, agora em uma caverna e com minúsculos bikinis de couro de animais...AHHhhhhh...






Se na aventura Martine perdia o herói Tumak (John Richardson) para Miss Welch, na vida real ela conquistou o galã, e eles se casaram em 1967 ( o casamento durou seis anos...). 





 Beswicke também foi premiada com um papel principal semelhande em "Slave Girls" ( Mulheres Pré-Históricas, 1967) de Michael Carreras.







Aqui ela vive a Rainha Kari, que lidera uma tribo de mulheres guerreiras morenas que escravizam uma raça de louras e seu rinocerante-albino-sagrado...











Produção barata do ciclo de Pré-História da Hammer, reutilizando cenários e figurinos de "One Million B.C."... 



Da Pré-História para o velho oeste, ela viveu a corajosa Adelita, no clássico e icônico Spaghetti-Western "Quién Sabe?" (Gringo, 1967) de Damiano Damiani...








...ao lado de Gian Maria Volontè e...Klaus Kinski...!




Ela atraiu a atenção da intelectualidade com sua performance como a lésbica Harry, no thriller/terror-psicológico  "The Penthouse" ( O Apartamento dos Sádicos, 1967) de Peter Collinson...





Geralmente escalada em papéis sensuais e de dominatrix, Beswick está devastadora - e maravilhosa em um terno cinza formal e óculos, em vez das costumeiras roupas curtas de seus outros papéis. 


Ela aparece apenas nos últimos 13 minutos do filme, mas sua presença é essencial na trama e ela rouba a cena...


...Sua performance excêntrica e divertida
confirma que Beswick foi criminosamente subutilizada durante sua breve carreira de atriz!



Martine voltou a Hammer para desempenhar a metade do papel-título de "Dr. Jekyll and Sister Hyde" ( O Médico e a Irmã Monstro, 1971) de Roy Ward Baker...




Nesta ousada adaptação da história de Robert Louis Stevenson, um jovem cientista vitoriano Dr.Jekyll (Ralph Bates) libera seu lado sinistro na forma (e que forma!!!) de uma bela, sedutora e mortífera mulher (Martine)...



O papel primeiro foi oferecido para  Caroline Munro (The Abominable Dr. Phibes, Dracula A.D. 1972...), mas, a igualmente bela Scream Queen o recusou, pois envolvia cenas com nudez. Martine Beswick ficou perfeita no papel: Além de sua semelhança com Bates, conseguiu passar um ar igualmente sensual, andrógino e perigoso para a perigosa "irmã"! 








Martine foi  um dos 3 personagens  fantásticos que povoam os pesadelos de Jonathan Frid (Dark Shadows) em "Seizure" (1974), primeiro filme de Oliver Stone...








Neste estranho terror, Frid é Edmund, um escritor de terror, que vê seus personagens tomarem forma- Martine Beswick como a provocadora e sensual "Rainha do Mal", que parece ser a matriarca do trio maligno. 




Há também o exótico gigante-executor Jackal (Henry Judd Baker) e um anão muito malvado chamado Spider (ninguém menos que Hervé "Ilha da Fantasia" Villechaize!).  O elenco também apresenta Troy Donahue em um papel aleatório, bem como a icônica Mary Woronov, no seu divertido e habitual papel de "esposa aborrecida" 



                                                     Martine & Mary

Depois de alguns trabalhos na Itália (destaque para seu papel sensual em "Último Tango a Zagarol", paródia obviamente ao  polêmico filme de Bertolucci com Marlon Brando) Martine se mudou para os Estados Unidos, fazendo carreira na televisão: "Mannix", "Galeria do Terror" ( A esposa traidora do episódio "The Last Laurel, de 1971),  "O Homem de Seis Milhões de Dólares", "Baretta", "Duro na Queda", "Retrato Falado" "Aspen", "Casal 20", "Ilha da Fantasia" ( 2 episódios, ) , "Na Mira do Tira",  Danger Man...
Ela esteve em dois pilotos de séries de ficção cientíifica não realizadas, primeiro em "The Solarnauts" (1967) de John L.Moxey;  E depois em "Strange New World" (1975) de Robert Butler, com John Saxon...



Martine apareceu em diversos anúncios publicitários- Como uma vampira, para uma cadeia de restaurantes; Uma alienígena (calva) pra as motos Honda; E em uma popular comercial de cerveja no início dos anos 80...  

Seu último papel principal no cinema foi vivendo a polêmica e ousada Xaviera Hollander (ex prostituta e cafetina, autora de uma escandalosa autobiografia que virou best seller) em "The Happy Hooker Goes to Hollywood" ( Happy Hooker Vai a Hollywood, 1980) ...



... Seria um ótimo papel para Martine mostrar além de lindo corpo e rosto, também seu talento dramático. Infelizmente a produção vagabunda com roteiro idem, foi um dos primeiros trabalhos da Cannon Group de Gollan-Goblus, e é uma "pornochanchada" sobre a escritora tentando fazer um filme em Hollywood sobre seu livro...




...Martine está digna no papel e nas cenas de sexo e nudez, e como curiosidade...Adam "Batman" West também participa da bagaceirada...




Em "From a Whisper to a Scream"/"The Offspring" ( Do Sussurro ao Grito, 1987) de Jeff Burr, ela fez uma ponta como a sobrinha assassina-condenada de Vincent Price... 





...Um filme-coletânea, aonde até o grande astro do terror é coadjuvante...




Deste ponto em diante, Martine Beswick assumiu sua condição de estrela cult/Bad Girl/Scream Queen, passando a aparecer como coadjuvante-de-luxo em diversas produções fantásticas baratas,que claro, aproveitaram seu nome conhecido...

"Cyclone" (Cyclone , A  Máquina Fantástica, 1987) de Fred Olen Ray....




..."Evil Spirits" (Espíritos do Demônio, 1990) de Gary Graver...



                                      A sensitiva Vanya, no Slasher-Trash "Evil Spirits"

..."Trancers II" ( O Tira do Futuro, 1991) de Charles Band...




              Martine Beswick com Jeffrey "Re-Animator" Combs em "O Tira do Futuro"


..."Critters 4" (Criaturas 4, 1992) de Rupert Harvey...


Você não vai ver Martine em meio às criaturinhas de "Critters 4", mas vai ouvi-la bastante: Ela fez a voz do computador chamado Angela, muito presente e importante no roteiro.

... e, "Night of the Scarecrow" (1995) de Jeff Burr.




Martine se afastou das produções por esta época, mas continuando no circuito de Convenções e mostras de cinema, dedicados ao Cinema Fantástico, James Bond, Hammer, Spaghetti-Western & Etc...




Ela promete sua volta no ano que vem, ao lado de suas colegas Scream Queens/Hammer Girls Caroline Munro e Veronica Carlson no terror "House of the Gorgon"!!!

Supra-Sumo da amazona dos sonhos masculinos (agressiva, dominante, linda e fria...) nas telas, Martine Beswick continua venerada por muitos...






              Dois quadros do artista  WOODY WELCH retratando nossa musa...



            Martine como A Noiva de Frankenstein, na arte de Cayman Moreira























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...