domingo, 8 de dezembro de 2019

Olivia Hussey...

Olivia Hussey ficou mundialmente conhecida ao estrelar "Romeu e Julieta" (1968) de Franco Zeffirelli...e fazer uma carreira em Hollywood...o que poucos sabem, é que ela nasceu Olivia Osuna em Buenos Aires, Argentina, em 17 de Abril de 1951...

...filha de um cantor de óperas e tangos argentino ( Andreas Osuna, conhecido como Isvaldo Ribo!), com a britânica Joey Hussey, que depois da separação levou os filhos para morar na Inglaterra em 1958. Lá, a jovem Olivia passou cinco anos estudando interpretação, estreando na TV em 1964, e no teatro em 1966.




 Foi nessa produção teatral que Zeffirelli a viu. Depois de auditar mais de 500 outras jovens atrizes para o papel de Julieta, ele concedeu o papel a Olivia, e o resto, como se costuma dizer, é história.






Sua beleza natural, e sua performance num dos papéis mais celebrados da língua inglesa, lhe renderam um Globo de Ouro, e dois Donatellos (o "Oscar" italiano) como Melhor Atriz...e ela só tinha 15 anos...



Zeffirelli teve que pedir uma autorização especial para a cena aonde Julieta aparece nua. Quando o filme estreou em Londres, com censura 18 anos, por conta desta cena, Olivia não pode assistir...mesmo sendo a sua nudez!!!


O sucesso e atenção inesperada não fizeram bem para a jovem, que atacada de crises de ansiedade, acabou sofrendo de agorafobia ( que trata até hoje com medicamentos & ioga!), e se retirou da vida pública por dois anos. 
Em 1971, ela se casou como ator Dean Paul Martin (filho do cantor/ator/comediante Dean Martin), e se mudou para Los Angeles. No mesmo ano estrelou o drama inglês "All the Right Noises", e depois o policial italiano "Un Verano para Matar" (1972), ao lado de Karl Malden, em atuações elogiadas. Ela esteve no drama-fantástico-musical "Horizonte Perdido" (1973), e então ganhou o papel principal em...




"Black Christmas" (Noite do Terror, 1974) de Bob Clark.




Um filme de terror canadense , que se tornou influente como precursor do gênero  Slasher, além de ser um dos melhores filmes de terror Natalino (sobre o assunto, leia nossa postagem anterior)! No papel de Jess Bradford, Olivia utilizou toda sua experiência dramática para dar credibilidade a personagem apavorada por telefonemas misteriosos e assassinatos.





 Se Black Christmas sedimentou o caminho para "Halloween" (1978), a performance de Olivia Hussey é perfeita como Scream Queen...antes de Jamie Lee Curtis e todas as Rainhas do Grito dos anos 80!


Ela interpretou Maria, a mãe de Jesus (Robert Powell, que era 7 anos mais velho do que ela!), na produção televisiva "Jesus de Nazaré", em 1977 (seu segundo trabalho para o diretor  Franco Zeffirelli, que admitiu em entrevistas, ter sido platonicamente apaixonado por ela durante anos! ).  


Em 1978, ela viveu Rosalie Otterbourne em "Death on the Nile" (Morte Sobre o Nilo, 1978) de John Guillermin, com Peter Ustinov, como o detetive Hercule Poirot , criação de Agatha Christie...








 Olivia foi Cicily Young em  "The Cat and the Canary" ( O Gato e o Canário, 1978) de Radley Metzger ( diretor mais conhecido por seus filmes pornôs sofisticados, como "The Image" (1975), ou "The Opening of Misty Beethoven" de 1976!)...




...comédia de terror e mistério baseada em uma peça de teatro de 1922, e que foi adaptada para o cinema primeiro em 1927, e depois em uma versão americana em 1939, com Bob Hope e Paulette Goddard. 



A jovem Annabelle (Carol Lynley) tem que passar a noite na sinistra mansão da família para poder receber uma herança milionária. Lá estão seus parentes gananciosos (Olivia vive um deles), e um assassino louco foragido, conhecido como "O Gato"... 



                  Lynley & Hussey esperando a herança na mansão assombrada...


 Ela também teve um pequeno papel como Marit ( uma norueguesa!!?!) , no filme-catástrofe japonês "Fukkatsu no hi" ( Virus, 1980) de Kinji Fukasaku...




...ficção científica pós-apocalíptica sobre cientista e militares refugiados na Antártida, que tentam encontrar a cura para um vírus artificial que exterminou quase toda a população do planeta...






...a produção (a mais cara feita no Japão até a época) tem um elenco internacional de convidados, como George Kennedy, Bo Svenson, Chuck Connors, Edward James Olmos, entre outros...

 Olivia foi  Rebecca de York no remake para a TV de "Ivanhoé" (1982); no mesmo ano, ela teve um papel principal no filme de terror & sci-fi australiano "Turkey Shoot" ( Escape 2000/ A Caçada do Futuro, 1982) de Brian Trenchard-Smith...



O filme se passa no futuro distópico de 1997(!) aonde pessoas são levadas para um campo de "reeducação", depois de pequenos crimes - principalmente "crimes políticos". Guardas sádicos (principalmente o guarda-chefe Ritter, vivido com prazer pelo veterano Roger Ward), torturam, matam e caçam os prisioneiros como animais...





Os dois principais detentos são vividos pelo americano Steve Railsback, e por Olivia Hussey, como Chris Walters, uma comerciante, falsamente acusada de ajudar um rebelde.





Filmado na Turquia com orçamento mínimo, é um notável "Ozploitation" com violência extrema, mas caricata, como um desenho animado ou HQ...muito divertido!



 O personagem de Olivia escapa de um estupro, e depois se vinga do guarda-chefe...



Olivia participou de filmes e séries de TV (principalmente produções de época), e voltou ao cinema com "Distortions" ( Distorções,1987) de Armand Mastroianni...




Amy (Olivia Hussey)  acredita que seu marido (Edward Albert) morreu queimado em um acidente de carro . Ela vai morar com sua estranha tia Margot (Piper Laurie), que a mantem aprisionada e drogada. Amy começa a ter alucinações de pesadelo e acredita que vê os restos deteriorados de seu falecido marido...




...novamente trabalhando com Steve Railsback, e com a veterana Piper Laurie repetindo seu papel de maluca (a mãe de "Carrie, a Estranha" de 1976), Olivia tem novamente uma ótima atuação.
Mas, este fraco filme de mistério e terror foi dirigido pelo prolífico Mastroianni, especialista em filmes de baixo orçamento (e conhecido por ter dirigido o primeiro filme com Tom Hanks, o terror "He Knows You're Alone"/"Trilha de Corpos" em 1980). Lançado em um festival internacional, acabou indo direto para o mercado de vídeo. 

Ela viajou então para Hong Kong para atuar no thriller de ação "Sheng Zhan Feng yun" (1990) de Ringo Lam, e voltou a TV americana para mais dois filmes de terror:

"Psycho IV: The Beggining" (Psicose 4: A Revelação, 1990) de Mike Garris...




Norman Bates (Anthony Perkins) depois de anos, parece curado de sua psicose. Em um programa de rádio, ele relembra fatos de sua infância (onde é vivido por Henry Thomas) envolvendo sua abusiva e louca mãe Norma Louise Bates (Olivia Hussey)...






Concebido como uma continuação direta do primeiro filme (Psicose, 1960 de Alfred Hitchcock), e ao mesmo tempo uma prequel para ele, Psycho 4 é mais um drama psicológico com suspense, afastando-se da linha Slasher das partes 2 & 3. Foi o último filme de Anthony Perkins (que morreu em 1992) como o icônico personagem.  Henry Thomas (o "garotinho" de E.T. O Extraterrestre, de 1982) está muito bem, emulando os maneirismos de Perkins para nos convencer de que é o jovem Norman.





 E a bela Julieta...ops, Olivia, nos entrega outra ótima atuação, com nuances de loucura, sem exageros...diferente do roteiro de Joseph Stefano (o roteirista do original!), cheio de furos e maluquices (Norman curado em poucos anos, casado e a ponto de ser pai...)!

"It" (It: Uma Obra Prima do Medo, 1990) de Tommy Lee Wallace...




Cultuada adaptação em duas partes para a TV, da obra de Stephen King, com Tim Curry como o demoníaco palhaço Pennywise ...




Olivia viveu Audra, a esposa de Bill Denbrough (Richard Thomas), um dos amigos assombrados desde a infância pelo palhaço-monstro-entidade...








Sua carreira então, entrou no nível muito-Trash...ela foi a Bruxa Mannerjay, a vilã da fantasia/comédia "Quest of the Delta Knights" (Os Cavaleiros Delta, 1993) de James Dodson...




...uma tentativa pobre (em todos os sentidos) de fazer um filme de Espada-Feitiçaria sem orçamento... 



Foi uma enfermeira na comédia de terror "Ice Cream Man" (O Sorveteiro, 1995) de Norman Apstein (pseudônimo do diretor & ator de filmes pornôs Paul Norman, em seu único filme fora do gênero xxx)...



...com um ótimo elenco de apoio (David Naughton, Sandhal Bergman, David Warner, etc), efeitos gore-divertidos, mas sem imaginação e com o péssimo Clint Howard como o vilão...



Em "The Dark Mist"/"The Lord Protector" (1996) de Ryan Carroll, Olivia é "A Voz dos Antigos"...




...nesta outra tentativa de Espada & Feitiçaria misturada com Ficção-Científica. Olivia empresta sua voz, assim como o astro Charlton Heston, que é o narrador que tenta dar algum sentido na bagaça toda. O filme é uma bomba feita para a TV, mas, abriu caminho para que Olivia Hussey começasse sua carreira como dubladora em séries animadas como "Pinky e Cérebro", "Superman", Batman do Futuro", e em vários video-games. 
Ela co-estrelou dois thrillers, "El Grito" (2000) e "Island Prey" (2001), e então, brilhou em uma papel inesperado...




"Madre Teresa" (Madre Teresa de Calcutá, 2003), uma  super-produção para a TV italiana, contando a vida da religiosa. 





Sua performance foi muito elogiada, e diversos críticos relembraram que ela havia começado a carreira como a Julieta de Shakespeare/Zeffirelli, e que apesar do nível baixo de muitas produções em que atuou, ela sempre foi muita mais do que um rosto bonito!
Ela fez uma ponta no terror/sci-fi "Headspace" (2005) , com Sean Young, uma comédia no México, 3 westerns, e continua atuando e dublando...























domingo, 1 de dezembro de 2019

Natal 2019: 13 Filmes para Assistir com a Família!



 Está chegando a época de Natal - também conhecida como a data perfeita para filmes de terror bagunçados & vagabundos.




 A maioria dos diretores-roteiristas ignora os terrores verdadeiros do Natal-  dívidas de fim-de-ano, decorações horrendas, musiquinhas insuportáveis, viagens chatas e parentes mais chatos ainda. 




O que temos são mães vingadoras, adolescentes excitadas-assustadas, Papais Noéis psicóticos empunhando machadinhas (e muitas outras armas), loucos, muitos loucos (esta é a época!!!), monstros, criaturas lendárias (outras!) & muita diversão! 





Em vez de servir ao propósito implícito usual do horror de nos ajudar a enfrentar nossos medos, os filmes de terror de Natal parecem fornecer um tipo específico de escapismo - o tipo de morte encefálica mais apreciado com uma bela fatia de torta depois de fumar um baseado com seu tio loucão atrás do galpão...

Bora então reunir a família para assistir um destes Filmes Natalinos ???

"Silent Night, Bloody Night" (Noite de Sombras, Noite de Sangue, 1972) de Theodore Gershuny...




Um advogado é chamado em uma pequena cidade para uma negociação complicada com a venda de uma mansão-com-um-passado-trágico.  



Ele passa a noite na mansão junto com sua jovem secretária/amante...e os dois são mortos à machadadas. Mais gente chega, mais gente morre. Os assassinatos estão ligados (é claro!) ao passado misterioso, que envolve estupro, um massacre e um antigo manicômio e seus malucos!. A lição de moral é clara: é perigoso ter tesão na época de Natal!


  



“Co-produzido por Lloyd Kaufman” (antes da Troma) já é suficiente para dar um status cult ao filme, mas Silent Night, Bloody Night também tem como heroína, a lendária Mary Woronov (esposa do diretor na época).



 Legal!!! Antes de levar em conta que o elenco também inclui o veterano John Carradine, e toda a turma de "astros" de Andy Warhol (da Factory, grupo que Woronov participava), incluindo Ondine, Candy Darling, Tally Brown, o cineasta/fotógrafo Jack Smith, a artista plástica Susan Rothenberg, entre outros!




"Black Christmas" (Noite do Terror, 1974) de Bob Clark...




Um grupo de garotas de uma irmandade, estão preparando uma festa de Natal em uma casa isolada. Claro que as coisas não vão ficar bem: telefonemas assustadores & mortes angustiantes estão no cardápio da ceia!!!







Slasher canadense lançado nos USA como "Silent Night, Evil Night", orçamento minguado e um sucesso de bilheteria...antes de Michael Myers & Jason. Elenco de notáveis como Keir Dullea (2001), Olivia Hussey, Margot Kidder (Superman), e o grande John Saxon! 

"Christmas Evil" (Natal Diabólico, 1980) de Lewis Jackson...




...um menino idiota, obcecado pelo Natal, vê seus pais em uma transa fetichista natalina...




...anos depois, ele trabalha em uma fábrica de brinquedos baratos, e se considera o verdadeiro Papai Noel...




...que distribui presentes, e pune as "pessoas malvadas". Rodado com o título de "You Better Watch Out", "Natal Diabólico" (cultuado pelo diretor John Waters) não é um Slasher, mas um thriller psicológico, com um maluco realista (e até simpático) vivido por Brandon Maggart.  

"To All a Goodnight" ( A Noite do Pavor, 1980) de David Hess...




Um grupo de adolescentes se reúne para a festa de Natal, e para transar, é claro! Má ideia pessoal!




  Já avisamos: se você não for casado, e ficar com tesão em qualquer lugar nas proximidades do Natal, será assassinado, provavelmente por alguém em uma roupa de Papai Noel (neste caso um maluco em busca de vingança por sua filha morta). 






Único filme dirigido pelo ator e músico David Hess (The Last House on the Left/Aniversário Macabro), tem idéias "emprestadas" de "Black Christmas" (roteiro do ator Alex "O Incrível Homem que Derreteu" Rebar), maquiagens sangrentas do então iniciante Mark Shostrom, e uma ponta do astro pornô Harry Reems...

"Silent Night, Deadly Night" (Natal Sangrento, 1984) de Charles E. Sellier Jr.




Depois de ver seus pais assassinados por um não-tão-bom-velhinho, um garoto passa a maior parte de sua vida em um orfanato católico, aonde é abusado pela madre superiora.




 Crescido, ele arranja um emprego como Papai Noel em uma loja de departamentos. Ao ver um casal transando na loja, seus traumas afloram, e ele se torna um...



...Tradicional "Santa Killer" taradão!!!




Olha este presentão de Natal...a futura Rainha do Grito Linnea Quigley, sensualizando, enfrentando o maluco, e sendo empalada nos chifres de um alce empalhado! Yeahh!!! 






Embora seja um slasher mais comum do que o "Tio-do Pavê", Silent Night, Deadly Night realmente assustou muita gente quando foi lançado, graças ao marketing do diretor/produtor. Os comerciais do filme, com o jovem vestido de Papai Noel cometendo um assassinato em massa, foi exibido na televisão durante os intervalos nos horários familiares! Pais de todo os Estados Unidos relataram que seus filhos de repente ficaram com medo do Papai Noel. Os comerciais foram proibidos, e o filme retirado dos cinemas! Voltou depois em vídeo, ganhou uma continuação em 1987, virou uma franquia (a Parte 6 foi lançada em 2010), e uma refilmagem em 2012! 

"Don't Open till Christmas" ( O Terror Pode Esperar, 1984) de Edmund Purdom...




Natal em Londres, e os policiais da Scotland Yard estão ocupados com um assassino de Papais-Noéis! Sim! Qualquer um (ou uma) vestido minimamente com a tradicional roupa vermelho-e-branca está na mira do maníaco que usa uma máscara de plástico. 








Sujo, violento e de baixo orçamento, esta pérola de Purdom (também no papel principal ) subverte um pouco o gênero. Mas, não no quesito "Não faça sexo no Natal", já que grande parte das mortes envolvem elementos sexuais... 

...ah, sim! E para completar o presente que "não deve ser aberto até o Natal"...temos uma ponta da deusa/Scream Queen Caroline Munro...como...ela mesma!...





"Elves" (1989) de Jeffrey Mandel...




...garotas levadas e metidas à ocultistas, acabam libertando um Elfo assassino (um boneco sem movimento ou expressão!), que é cobiçado pelos Nazistas (!?!) para procriar com uma virgem, uma raça de super-homens na noite de Natal...





O herói é o Papai-Noel de uma loja ( Dan Haggerty, o "Grizzly Adams/O Homem da Montanha, da TV), nesta bagunça toda, de um dos inúmeros primos-pobres de "Gremlins" (1984)...que também é natalino...mas...família D+ !



 "Elves" é um bom presente para sua sogra, ou primo chato no "Amigo Secreto" deste ano!!!!



"Santa Claws" (1996) de John A. Russo...




...uma Scream Queen chamada Raven Quinn (Debbie Rochon) é perseguida por seu fã/vizinho psicopata, vestido de Noel, e portando um garfo/ancinho de jardinagem como arma!...








Escrito e dirigido pelo lendário roteirista do original "A Noite dos Mortos Vivos" de 1968, Santa Claws é uma produção S.O.V., muito vagabunda em todos os sentidos! Vale pelo título, e pela participação da sempre sexy & simpática Scream Queen Debbie Rochon (ganhei o VHS original gringo, da atriz, quando a entrevistei para o fanzine "She Demons", a origem deste blog & tudo mais!)...!!!!

"Jack Frost" (1997) de Michael Cooney...




...um serial-killer à caminho da execução, tem seu corpo geneticamente fundido com a neve (!?!) e, se transforma em um Boneco-de-Neve-Assassino-Tarado na semana do Natal...






Vários remakes e imitações de Clássicos depois...

"Santa's Slay" (Uma Noite de Fúria, 2005) de David Steiman...




...Santa Claus (Bill Goldenberg) é um demônio que por conta de uma aposta perdida para um anjo, tem que passar 1000 anos fazendo o papel do "bom velhinho"...




...o tempo passa, o tempo voa... e, o velho safado Noel fica livre, leve & solto, para sacanear, matar....foder!!!





Um dos melhores Papais-Noéis do cinema!!! Ho! Ho! Ho! 

"Rare Exports" (Papai Noel das Cavernas, 2010) de Jalmari Helander...




Produção da Finlândia...terra natal do Papai Noel do Natal! 




...Uma empresa da Finlândia descobre, aprisiona, escraviza e exporta um bando de Papais-Noéis originais e selvagens...




mas...(sempre tem um mas...)...outra descoberta no gelo, revela que outra lenda-macabra-natalina também está no cardápio da ceia!!!!



"A Christmas Horror Story" (2015) de Grant Harvey, Steve Hoban & Brett Sullivan...




...uma antologia de Horror Natalino (ok! sem Amigo Secreto, Tio-do-Pavê, Peru-mal-assado, crianças pentelhas & etc) com 4 contos que misturam sub-gêneros, e nos dão de presente: Elfos- zumbis, árvores de Natal malignas, os velhos "segredos do passado escondidos", e uma batalha do caralho entre o Papai Noel & seu "irmão" Krampus!











...Ah!...e William (Capitão Kirk) Shatner como um D.J. que apresenta um agradável programa de Natal...




...e pra encerar, garimpando diversos outros filmes...um libelo naturalista-ecológico-natalino : "Treevenge" (2008) de Jason Eisener (Hobo With a Shot Gun...)...




...um curta-metragem canadense, sobre a vingança dos pinheiros, arrancados da floresta por cruéis lenhadores, para serem vendidos como árvores-de-natal... 




...e que odeiam as musiquinhas bregas da data, e confirmam a a máxima do "Não pode foder no Natal"...com a cena de um casal que tenta transar, mas é violentamente impedido por uma árvore indignada!!...





BOM NATAL PARA TODOS!




























Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...