domingo, 20 de janeiro de 2013

Mulheres Lindas & Múmias Bolorentas: Parte 1


Um dos monstros clássicos do cinema e hoje em dia meio esquecido entre centenas de invasões de zumbis, vampiros boiolas e criaturas em CGI, as velhas Múmias sempre renderam ótimos encontros com mulheres lindas e sensuais.
Tudo começou no Egito antigo, quando...Ok!, não vamos tão longe assim...
Já na época do cinema mudo, a combinação de elementos exóticos e sinistros do Egito com donzelas em perigo já causavam efeitos na platéia. "Die Augen Der Mumie Ma" (Os Olhos da Múmia Ma, 1918) de Ernst Lubitch, quase sempre descrito como um filme de terror, é na verdade um melodrama sobre uma garota egípcia (a linda Pola Negri) que é mantida prisioneira em uma tumba para assustar visitantes e é resgatada por um pintor. O toque sinistro é o assustador Emil Jennings que a persegue e atormenta. 
A primeira múmia da Universal "The Mummy" (A Múmia, 1932) de Karl Freund, vivida por Boris Karloff, só aparecia em sua forma clássica (enrolada em bandagens) durante poucos minutos do filme. Mas já cumpria sua missão de assustar a pobre (e gostosa) Zita Johann.















Mas os produtores viram que a fórmula dava certo, e no resto da série da produtora com o monstro ("The Mummy's Hand"/A Mão da Múmia(1940); "The Mummy's Tomb"/O Túmulo da Múmia(1942); "The Mummy's Curse"/A Praga da Múmia(1944) e "The Mummy's Ghost"/Na Sombra da Múmia(1944)), se perpetuou a imagem clássica do monstro bolorento carregando uma linda jovem em seus braços...

 





No primeiro filme o monstro secular era vivido pelo ex-cowboy Tom Tyler, em todos os outros por Lon Chaney Jr. Já as donzelas foram respectivamente: Peggy Moran, Elyse Knox, Virginia Cristine e Ramsey Ames.

Na comédia "Abbott & Costello Meet the Mummy" (Caçando Múmias no Egito, 1955) de Charles Lamont, a dupla de comediantes em sua última aparição juntos, enfrenta uma múmia de 4.000 anos (Ed Parker) e também a linda mas misteriosa Madame Rontru (Marie Windsor), que está em busca de um medalhão sagrado em poder do medroso e atrapalhado Lou.
*uma curiosidade: no bonito cartaz belga a esquerda, é creditado erroneamente como diretor Jack Arnold (Tarântula, O Monstro da Lagoa Negra,etc.)


O barato mas assustador "Pharaoh's Curse" (A Maldição do Faraó, 1957) de Lee Sholen, não tinha uma múmia enfaixada (e também não muito convincente), mas bastante clima de suspense e a presença da maravilhosa Ziva Shapir (ou Ziva Roddan) como  a exótica Simira e a loira Diane Brewster vivendo Sylvia a típica Scream Queen em perigo.




















Do México veio uma nova série de filmes, envolvendo uma múmia rediviva, mas com muito "sabor latino" e baseado na cultura e história local. "La Momia" (A Múmia Azteca, 1957); "La Maldición de la Momia " (A Maldição da Múmia Azteca, 1957) e "La Momia Azteca contra el Robot Humano" (A Múmia Azteca Contra o Robô Humano, 1958), todos de Rafael Portillo, filmados todos de uma só vez, com mesmo elenco e equipe técnica.
 A jovem Flor (Rosita Arena) descobre que é a reencarnação de Xochi, uma princesa Asteca e que possui um estranho e terrível guardião chamado Popoca  (o ator italiano Angel DiStefani), um guerreiro que foi mumificado e amaldiçoado com a vida eterna. As histórias envolvem as tentativas do maligno Dr.Krupp/O Morcego em roubar o tesouro da princesa...exatamente, apesar de horrível e vingativa a múmia de Popoca não é a vilã da saga!
















Depois de ser bem sucedida em fazer adaptações dos clássicos da Universal "Drácula" e "Frankenstein", a Hammer Films inglesa investiu no personagem egípcio e enfaixado: "The Mummy" (A Múmia, 1959) de Terence Fisher, com Peter Cushing e Christopher Lee. A trama, envolve a violação do túmulo da Princesa Ananka (Yvonne Furneaux) e o aparecimento do assustador Kharis (Lee), sumo-sacerdote egípcio, mumificado vivo por amar a princesa. 

 Yvonne Furleaux vive também Isobel, que seria a reencarnação da princesa Ananka...





Outra múmia mexicana apareceu em "Las Luchadoras Contra la Momia" (1964) de René Cardona. As lindas lutadoras Vênus (Lorena Velazquez) e Ruby (Elizabeth Campbell) enfrentam uma gang oriental que quer roubar a tumba da princesa Asteca Xochilt, e acabam se defrontando com a múmia de Tezomoc, o guardião, que pode se transformar em morcego ou serpente!


















A Hammer continuou sua própria série de filmes com múmias vivas. Primeiro veio "The Curse of the Mummy's Tomb" (A Maldição da Múmia, 1964) de Michael Carreras, onde o corpo munificado de Ra-An-Tef (Dickie Owen) é colocado em exibição e volta a vida graças a seu pérfido irmão que fora condenado a vida eterna. A gostosa Jeanne Roland faz a mocinha, e claro acaba nos braços da múmia que não tem uma das mãos.

 


Seguiu-se "The Mummy's Shround" (O Sarcófago Maldito, 1966) de John Gilling, onde um egípcio maluco faz de tudo para não encontrarem a tumba de um jovem Faraó, inclusive revive a múmia do fiel servo Prem (Eddie Powell). Claro que não faltam lindas loiras em perigo com generosos degotes reveladores!




E então porque não uma múmia gostosa? Foi assim em "Blood From the Mummy's Tomb" (Sangue no Sarcófago da Múmia, 1971) de Seth Holt. Baseado livremente em "Jewell of Seven Stars" de Bram Stoker, conta como a temida rainha egípcia Tera reencarna na jovem Margaret (ambas vividas por Valerie Leon) e a utiliza para sua vingança. Quer seja como a múmia misteriosamente preservada ou como a jovem possuída, Miss Leon encanta até velhos arqueólogos.


 



No super-trash "The Mummy and the Curse of the Jackals" (1969) de Oliver Drake, com John Carradine e Anthony Eisley, duas múmias são acordadas; a bela princesa Akana (Marliza Pons) e seu guarda-costas, uma múmia com um olho-de-ping-pong saltando para fora das bandagens! A mesma maldição, tranformou um homem em uma criatura meio chacal e deixou a tranqueira inédita até os anos 80, quando foi lançada em vídeo.















Foi produzida uma saga de filmes com heróis mexicanos enfrentando as temíveis "Momias de Guanajuato", mas as criaturas aqui na verdade são mais aparentadas com zumbis. O herói-luchador mexicano El Santo combateu "La Venganza de la Momia" (Santo Enfrenta a Vingança da Múmia, 1971), mas o monstro aqui era apenas um bandido disfarçado...


Muitas outras múmias seculares carregaram lindas jovens em seus braços. Não percam a nossa eletrizante segunda parte, onde vamos descobrir O Segredo da Múmia, entrar na Masmorra da Múmia, enfrentar a Vingança da Múmia...e muito, muito mais!!!

 
                                                                  Faraó Coffin Souza 

2 comentários:

  1. Olá, gostaria de saber o nome do filme da primeira foto do post. a que a múmia está estrangulando a rainha egipcia. Obrigado e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. na verdade a foto é posada para um ensaio da revista norte-americana "Femme Fatales", obrigado por curtir o blog!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...