quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Pilar Alcón: Lobisomens,Múmias & Bárbaros!




Pilar Alcón, nasceu Maria del Pilar Alcón Gómez, em outubro de 1952 na cidade de San Martin de Posa,Toledo,Espanha. Desde menina descobriu sua vocação para os palcos e se dedicou a dança, mas queria ser professora. Aos 17 anos, Pilar casou-se porque estava grávida de um ex-namorado, mas não desistiu da carreira artística. Estreou nos palcos em "La Vida en Tanga" (1980) um grande musical espanhol, e passou a ser muito solicitada em  outros trabalhos com musica e dança ( como o musical sobre as belezas do Brasil "Me Río de Janeiro" de 82), graças aos seus conhecimentos, treinamento e beleza. 



Também envolvida com o teatro, acabou sendo descoberta pelo ator/diretor/roteirista espanhol Paul Naschy (Jacinto Molina), que a escalou para "El Retorno del Hombre Lobo" (1980). O nono filme de Naschy como o personagem Waldemar Daninsky, trás o amaldiçoado lobisomem sendo revivido por uma dupla de ladrões de tumbas e enfrentando novamente as vampiras da Condessa Bathory (Julia Saly).    Pilar faz a jovem Barbara, que é transformada em uma vampira, e claro morre com uma estaca em seu peito...




           
                      acima a señorita Alcón como vampira e abaixo ainda uma bela vítima humana...

Estava aberto o caminho para a bela morena no cinema fantástico. Na comédia "La Momia Nacional" (1981) de José Ramon Larraz, uma dupla de comediantes espanhóis, faz as vezes de Abbott & Costello e se envolvem em uma trama com a bela e tarada múmia de uma princesa egípcia, vampiros e até um lobisomem muito engraçado que age como um cachorro vira-latas. Alcón faz uma das prostitutas de um bordel em que se passam grande parte das confusões do filme, que mescla humor popular, terror, splatter e muitas garotas nuas.












Logo vieram vários papéis em comédias sensuais espanholas, incluindo "Brujas Mágicas" (1981) de Mariano Ozores, uma sátira a inquisição espanhola. Durante a idade média, um rapaz "bem dotado" é acusado por um marido ciumento de ter parte com o capeta. Um forasteiro malandro que se finge de enviado da Inquisição e a presença de belas bruxinhas safadas, complicam tudo...



Em 1982, Pilar fez uma participação especial no terror gore "Mil Gritos Tiene la Noche" (Pieces/O Terror da Serra Elétrica) de Juan Piquer Simón, com um elenco internacional que incluía os americanos Christopher George e linda Day George. A história de um maníaco homicida que rouba partes de corpos de estudantes de uma universidade, para montar um quebra-cabeças orgânico e sangrento! Pilar é uma das jovens utilizadas como peças do quebra-cabeça.



No mesmo ano, ela foi escalada para trabalhar em "Conan the Barbarian" (Conan, o Bárbaro) de John Milius, com Arnold Schwarzenegger e Sandahl Bergman. Na luta do forçudo bárbaro contra o tirano sobrenatural Thulsa Doom (James Earl Jones), Pilar Alcón é uma jovem escrava na sequencia de orgia no castelo de Thulsa, e que acaba sendo morta por Conan!





Nesta época, graças a sua exposição internacional em cenas de nudez e sexo, Pilar apareceu em um ensaio da revista Palyboy, que claro, ressaltava todos os seus "atributos"!



 "Scarab" (A Vingança de Scarab,1983) de Steven-Charles Jaffe, é uma mistura de  terror, espionagem e um toque de "Indiana Jones" filmado na Espanha e lançado nos EUA direto em vídeo ( mas incrivelmente lançado nos cinemas brasileiros na época!). Na trama, um  cientista neo-nazista (Rip Torn) utiliza os poderes de  Khepara, uma deusa do antigo Egito para forçar políticos e outras pessoas importantes a cometerem suicídio. Um filme vagabundo, confuso e chato, onde a bela Pilar faz o papel de uma bruxa.



Falando em filme vagabundo, Pilar também esteve em "Serpiente de Mar" (A Serpente do Mar ,1984) de Amando de Ossorio, com Timothy Bottons, Jared Martin e Ray Milland (além do diretor  León Klimovsky no papel de um cientista). Onde uma detonação nuclear no Atlântico, desperta um monstro marinho pré-histórico que ataca as praias e costas da Espanha. Neste último filme do diretor Ossorio (responsável por uma clássica saga de zumbis cegos Templários) e também do veterano ator Milland, os efeitos especiais com miniaturas e maquetes foram prejudicados pelo orçamento da produção, resultando em uma homenagem aos antigos filmes de monstros marinhos com uma "pegada" totalmente trash! 



              Pilar (como uma enfermeira) e o veterano Ray Milland em "A Serpente do Mar"

Pilar Alcón fez um dos papéis principais em um filme estranho e pouco visto: "La Pantalla Diabólica" (1987) de Joaquín Hidalgo. Misto de filme experimental, homenagem ao cinema e terror, conta a história de Caligari (Santiago Alvarez), um jovem aspirante a diretor de cinema e que trabalha sete anos em um roteiro e sonha entrar em contato com um famoso cineasta americano.
Pilar fez novamente o papel de uma enfermeira sexy em mais uma comédia de uma dupla de humoristas espanhóis: "Aqui Huele a Muerto...I Pues Yo No he Sido" (1989) de Álvaro Saenz de Heredia com Martes y Trece e Paul Naschy. Em mais uma versão da história de Abbott & Costello Meets Frankenstein, um conde viaja até a Turquia para reclamar sua herança, mas encontra o castelo de seus antepassados assombrado por criaturas como Drácula, o monstro de Frankenstein e cia! 
















Depois desta comédia, Pilar Alcón se dedicou a televisão da Espanha, aparecendo regularmente em tele-séries...








                                                                        by Coffin Souza

2 comentários:

  1. Oi.
    Vale dizer que o país dos meus antepassados (acho q os seus, tbm, Coffin Souza), serviu de locação ao SERPENTE DO MAL (faz anos q não vejo o longa, mas, se não me engano, mais q a mioria dos exteriores do longa foi rodada lá): Portugal (estoril, para ser mais exato).


    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...