segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Verão na Praia dos Horrores!


Ok! Para mim, o verão sempre foi um horror, com o calor absurdo, mosquitos, insônia, etc. Mas claro que sempre tem um lado bom: a cerveja gelada desce melhor, e as garotas de biquíni na praia (aahhh! se eu gostasse de praia...). Então, para comemorar esta estação, falaremos aqui, do maior perigo que existe esta época: Você cara, perder sua garota para um monstro nojento e asqueroso (não, não é aquele surfista sarado e retardado!); e você menina gostosa com um minúsculo bikini revelador: ser "comida" por uma "coisa" grotesca (não, não é aquele...)!!!
Tudo começou nos inocentes anos 50. Com o sucesso da linda Julie Adams, nadando e sendo assediada por uma primitiva criatura de um lago nos confins da Amazônia em "Creature From the Black Lagoon" (O Monstro da Lagoa Negra, 1953) de Jack Arnold. 
Sua inevitável continuação "Revenge of the Creature" (A Revanche do Monstro, 1955) do mesmo diretor, agora relocava a ação para a colorida e ensolarada Flórida. Em um aquário gigante, o monstro descobria agora a cientista vivida por Lori Nelson e brigava com os humanos bobocas para pegar a gostosa de maiô!


 Assim as telas começaram a ser invadidas por criaturas anfíbias, quase todas elas clones divertidos (e mal feitos) do monstro amazônico, como "The She Creature" (O Hipnotizador, 1956) ou "The Monster of Piedras Blancas"(1959).



                                  vamos a la playa, baby???

As festas nas praias começaram a ficar um pouco perigosas. Em "Bikini Beach" (A Praia dos Biquínis, 1964) de William Asher, aparecem um lobisomem, um macaco surfista ( Janos Prohaska) e o macabro Boris Karloff, apesar de nada atrapalhar a diversão daquela turma liderada por Frank Avallon e Annette Funicello.





Já o pessoal que queria se divertir e namorar  ( e curtir o som dos Del-Aires) em "  The Horror of Party Beach" (O Monstro da Praia, 1964) de Dell Tenney, enfrentou monstros criados pelo lixo radioativo no fundo do mar. 















Estes seres, a princípio zumbis, já que são esqueletos humanos reanimados, assumem depois a forma esquisita de mais um tipo de monstro anfíbio. E os "The Del-Aires" cantam e tocam "The Zombie "Stomp"... 



Esquisitão mesmo é o monstro de "The Beach Girls and the Monster" (Monster From the Surf,1965) de Jon Hall. Cabeça pontuda, olhos esbugalhados e algas dependuradas pelo corpo e ainda por cima, uma enganação. Na verdade, era um oceanógrafo pirado (o diretor e ex-astro de aventuras dos anos 40, John Hall) que vestido de monstro ataca e mata garotas mais "ousadas"!




E de nada adianta trocar a praia por uma festa a beira de uma piscina, como prova "The Ghost in the Invisible Bikini"   (O Fantasma de Biquini, 1966) de Don Weiss. A última aventura da "turma da praia" da lendária produtora A.I.P., se passa em uma mansão, onde um grupo de amigos se reúne para uma festa e é assombrado por monstros falsos, um gorila (George Barrows) e são auxiliados por fantasmas de verdade. Os assustadores Boris Karloff e Basil Rathbone ajudam a fazer o clima desta comédia de terror, muitas meninas de biquíni e surf-music.





No começo dos anos 70, os problemas na praia foram psicopatas alucinados. Em "Welcome to Arrow Beach" (1973) de Laurence Harvey, com Stuart Whitman e Meg Foster, um veterano do Vietnã muito perturbado, e em "Terror on the Beach" (Terror na Praia,1973) de Paul Wendkos, com Dennis Weaver, uma gangue de jovens violentos.

Ah, claro, tivemos também mais um clone vagabundo da criatura da lagoa: "Rana- The Legend of Shadow Lake" (1975) de Bill Rabane, onde os banhistas de um lago paradisíaco, são atacados por um monstro meio homem/meio sapo!














 
Depois de "Jaws" (Tubarão,1975) de Steven Spielberg, aí sim que as praias e as gatinhas de maiô, biquíni ou nuas não estiveram mais em segurança. E nem os pobres dos animais aquáticos!




Entre tubarões, polvos, barracudas, orcas e outros bichos, destaque para "Piranha" (1978) de Joe Dante, uma sangrenta sátira ao gênero, e sua  divertida continuação Trash "Piranha Paura"/"Piranha Part 2:The Spawning" (Piranha 2 - Assassinas Voadoras, 1981) de James Cameron!














                                                 
                                                  relaxa gatinha, enquanto as piranhas voadoras não aparecem...

1980 não foi um ano bom para a praia. Em "Humanoids From the Deep" (Monstros do Fundo do Mar, 1980) de Barbara Peeters, uma pequena vila de pescadores é atacada por uma espécie de salmão mutante, que graças a experiências genéticas se transformam em criaturas sangrentas e taradas. 




Já em "Blood Beach" (Areia Sangrenta,1980) de Jeffrey Blom com John Saxon, o perigo está mais em baixo. Uma criatura gigante e fálica (uma espécie de minhoca vitaminada) suga e devora pessoas e animais que frequentam as areias de uma praia californiana.


















Em "Creepshow 2" (Show de Horrores, 1987) de Michael Gornick, no episódio "The Raft"(A Balsa), os jovens que se atrevem a desfrutar das delícias de um lago no verão, são atacados e devorados por uma "gosma" negra estilo "bolha assassina".


 
 





Já os frequentadores da praia de Spring Break, em "Nightmare Beach- La Spiaggia del Terrore" (A Praia do Pesadelo, 1988) de Umberto Lenzi, enfrentam os ataques de um psicopata assassino vestido de motoqueiro e que costuma eletrocutar suas vítimas! John Saxon também estava lá, parece que o ator também não gosta muito do verão na praia...



                           isto é jeito de ficar bronzeada, menina?

 E para provar que este negócio de ir a praia é muito perigoso, Roger Corman produziu refilmagens de "Piranha" (1995) e "Humanoids From the Deep" (1996) para o canal a cabo Showtime. Com o advento dos efeitos especiais digitais, a coisa ficou pior ainda (em todos os sentidos) e apareceram diversos novos bichos para assombrar os banhistas, como "Shartopus" (tubarão misturado com polvo), "Mega Shark", "Mega Piranha", "Sand Sharks" (tubarões que andam na areia), além das novas refilmagens de "Piranha" (2010) de Alexandre Aja e "Piranha 2" (Piranha 3DD, 2012) de John Gulager, com muito gore e uma quantidade enorme de gatinhas com (e sem) biquínis!


Mas os velhos monstros a moda antiga, não foram esquecidos, como mostra a produção independente em vídeo "Bikini Monsters" (2010) de Terence Muncy, onde um cientista  incompetente tenta criar uma raça de sereias, mas só consegue fazer mulheres monstruosas e uma criatura anfíbia pra lá de engraçada!

 












Por isso, meus amigos, pensem bem antes de pegar a estrada para chegar até o litoral...cuidado, muito cuidado!!!

                                                                             Coffin Souza

Um comentário:

  1. Muito bom! Vale a pena assistir também 'O Bacalhau' uma sátira brasileira ao mega-sucesso 'Tubarao'. Tirando a sonoplastia metida a besta, bem ao estilo da época, cheia de 'toins' e buzinas que deveriam auxiliar nas gags mas que no fim só atrapalha, o filme ainda é bem divertido, até porque lembra as sátiras da revista Mad.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...