quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Ursula Andress, Uma Deusa das Telas!




Nascida em março de 1936, em Oestermundigen, Suiça, filha de uma  numerosa família de protestantes alemães e pai diplomata, Ursula Andress não teria o perfil de um futuro simbolo sexual se não fosse sua personalidade irriquieta e sua incrível beleza física. Aos 17 anos, fugiu de casa com um jovem ator italiano, e foi na Itália que começou sua carreira de modelo fotográfica e pontas em comédias picantes que, é claro exploravam seus "grandes" atributos físicos.

















Ela foi descoberta para o cinema internacional, após protagonizar uma cena, hoje clássica e iconográfica: Saindo do mar com um biquini branco (que ela mesmo desenhou) em "Dr. No" (007 Contra o Satânico Dr. No, 1962) de Terence Young. No Primeiro filme de Sean Connery como o agente James Bond, Ursula viveu Honey Ryder, a primeira Bond Girl da história, com sua voz  dublada por conta de seu forte sotaque suiço.



 Dos braços de Bond, para os braços de Elvis Presley na comédia musical "Fun in Acapulco" (O Seresteiro de Acapulco, 1963) de Richard Thorpe e nos de Petter Sellers em "What's New Pussycat" (O Que É Que Há Gatinha?, 1965) de Clive Donner com roteiro de Woody Allen!













Para a lendária produtora Hammer, Ursula Andress fez "She" (A Deusa da Cidade Perdida, 1965) de Robert Day, com Peter Cushing, Andre Morell e Christopher Lee. Arqueólogos encontram nos confins da África, uma cidade perdida, com um povo liderado por uma bela rainha/deusa chamada Ayesha (Andress). A magnífica e enigmática rainha possui o segredo da imortalidade e acredita que um dos forasteiros é a reencarnação de seu amado que morrera a muito tempo. Uma aventura fantástica baseada em H.Ridder Haggard e que rendeu uma continuação (A Vingança da Deusa, 1967) com outra atriz.







De uma cidade perdida no passado, para um futuro violento:
"La Decima Vittima" (A Décima Vítima, 1965) de Elio Petri, com Marcello Mastroianni, Ursula Andress e Elsa Martinelli. Nesta ficção científica com toques de humor, um clube elitista é criada em um futuro próximo para que pessoas possam praticar o nobre esporte de caçar e matar seus semelhantes. Mesclando diversas influências da cultura Pop dos anos 60, Petri construiu uma aventura crítica e debochada, valorizada pela atuação de Mastroianni e pela presença imponente e bela de Andress como a caçadora Caroline.

As mesmas influências da Pop-Art, marcam a volta de Ursula Andress ao mundo de James Bond na cara, confusa e doida comédia "Casino Royale" (Cassino Royale, 1967) de Val Guest,John Huston, Ken Hughes, Joseph MacGrath e Robert Parrish. O aposentado agente Bond volta a ativa para combater a organização criminosa SMERSH, não se deixando envolver por nenhuma das lindas mulheres que o cercam, tendo diversos outros agentes também chamados de James Bond e enfrentando seu ambicioso e ciumento sobrinho Jimmy Bond/Dr. Noah (Woody Allen).


Um elenco estelar (Petter Sellers, David Niven, Orson Welles...) , maravilhosas Bond Girls (Deborah Kerr, Joanna Pettet, Barbara Bouchet...) e diversos diretores e roteiristas ao mesmo tempo ajudaram a complicar a produção que apesar de ter sido um fracasso, é divertida e tem um status Cult. Ursula Andress vive a agente Vesper, também chamada de...James Bond....




Apesar de um começo promissor, a carreira e a vida pessoal da bela loira sofreram diversos problemas. Após se divorciar do ator John Derek (com que era casada desde 1957), teve romances rápidos com atores de renome como Jean-Paul Belmondo, Warren Beatty e Ryan O'Neal. Em 1971 esteve ao lado de Charles Bronsom, Toshiro Mifune, Alain Delon e Capucine no western "Soleil Rouge" (Sol Vermelho) de Terence Young. Se mudou então para a Itália aonde trabalhou em filmes policiais como "L'Ultima Chance" (1973) e "Colpo in Cana"(1975); comédias eróticas de sucesso como "L'Infermiera" (19750 de Nello Rossati e duas comédias de ação com Giuliano Gemma, Jack Palance e a macaca Biba: "Safari Express" (1976) de Duccio Tessari e "Africa Express" (1976) de Michele Lupo.






Ursula Andress emprestou sua beleza quarentona para a aventura de terror "La Montagna del Dio Cannibale" (A Montanha dos Canibais, 1978) de Sergio Martino, parte do popular e polêmico ciclo italiano de filmes de canibais. Ela vive Susan, que parte em uma viagem para Papua, Nova Guiné em busca de seu marido desaparecido e acaba refém de uma tribo primitiva que a adora como uma deusa.










E finalmente Ursula é levada ao reino dos deuses. Em "Clash of the Titans" ( A Fúria dos Titãs, 1981) de Desmond Davis, ela encarna Afrodite, a deusa do amor. A aventura de Perseus (Harry Hamlin, seu marido e pai de seu filho Dimitri) é estrelada por um grande elenco totalmente ofuscado pelo brilhante trabalho dos efeitos especiais de animação do mestre Ray Harryhausen...





Depois do nascimento de seu filho, Ursula passou apenas a atuar ocasionalmente em séries e filmes para a TV, tanto nos EUA, quanto na Europa. Seu último filme para o cinema foi a comédia suiça "Die Vogelpredict" (2005)...












                                                                                                                        
                                                                                                                              by Coffin Souza






Um comentário:

  1. Que feliz coincidência! Estou no comecinho da leitura de "She" e nem sabia que tinha um filme... Ainda mais com esse MONUMENTO!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...