quarta-feira, 29 de maio de 2013

Mulheresss Serpentesss...(Parte 2)




Uma figura mística aparentada com as Górgona da mitologia grega, apareceu nas Filipinas em "Devil Woman" (Fil/HK,1970) de José Flores Sibal, uma mistura de horror e kung-fu em co-produção com Hong Kong. Uma pequena vila é aterrorizada por um bando de malfeitores, mas eles não sabem que o lugar é protegido por Manda (Rosemarie Gil), que tem serpentes no lugar dos cabelos e controla as cobras da região para se livrar dos bandidos e também se vingar dos habitantes locais que havia exterminado sua família.



 "Bruka, Queen of Evil" ( Fil/HK1973) de Felix Villar e Albert Yu é a continuação da mesma história, Manda (Rosemarie Gil) que parecia ter sido destruída por um médico chinês no primeiro filme, está escondida em uma caverna e consegue uma sucessora, Bruka, para quem ela passa seus poderes e ainda arranja criaturas monstruosas (como um engraçado homem-morcego) para ajuda-la em sua vingança.




Uma mistura ainda maior aparece em "Cui Hua du Jiang Tou" (Magic Curse, HK, 1975) de Shin-Ku Lu e Wen Po Tu. Nas selvas do Bornéo, uma expedição encontra um culto a serpentes, leprosos canibais, uma tribo de Amazonas, magia negra e Filona (Pinky de Leon) a bela mulher serpente! Terror, aventura, sexo e kung fu, filmado é claro...nas Filipinas.









Uma fantasia quase surreal veio da exótica Indonésia: "Nyi Blorong" (The Sake Queen, Ind.1982) de Sisworo Gautama Putra com Barry Prima e Suzzanna. Devi (Suzzanna) é a filha da Rainha dos Mares do Sul, e procura pelo amor de um mortal. Acontece que a bela moça é uma entidade mitológica aparentada com as Górgonas e além dos cabelos de serpentes-vivas, as vezes também fica com metade do corpo igual a uma grande serpente! Baseado no folclore local, com muita violência, ação e bruxaria...
















Outro país pródigo em lendas e filmes com o tema, é a Tailândia, de onde saiu "Snake Queen" (Tai.1972) de Snan Charussilip; "Snake Girl Drops In" (1986) "Ghost Snake Queen" (1989); "MaeBia" (2001) e mais uma infinidade de obras produzidas até os dias de hoje e raríssimas de se encontrar, já que muitas só foram lançadas por lá.







 Em "Mongnyeo Han" (Grudge of the Snake Woman, Cor/Taiw,1984) de Beom-Gu Kang, uma repórter e um policial investigam estranhas mortes com picadas de serpente e descobrem fatos sobrenaturais sobre mais um exemplar oriental de uma mulher-cobra.








O sempre doido diretor inglês Ken Russell, adaptou livremente uma novela do autor de Drácula, Bram Stoker, chamada "The Lair of the White Worm" (A Maldição da Serpente, Ing.1988). Um arqueologista (Hugh Grant), escavando nas ruínas de um convento, acaba descobrindo um culto que adora o lendário Verme Branco de D'Ampton. A bela Lady Sylvia (Amanda Donahue) é a sacerdotisa e se transforma em uma sedutora e perigosa mulher-serpente. 





Um país com pouca tradição cinematográfica, o Cambodja também tem diversas lendas ofídicas a serem exploradas. O filme "Buos Keng Kang" (The Snake Man, 1970) de Tea Lim Kuon foi um dos maiores sucessos de bilheteria e crítica do país na década de 70. Uma co-produção com Taiwan e de bom orçamento, refilmou a história em "Kuon Puos King Kang" (Snake King's Child/Snaker, 2001) de Fai Sam Ang, trocando o homem serpente por uma mulher.



 Vamos a história: Uma esposa insatisfeita é seduzida por um deus-Pitón, que assume a forma de um homem e a engravida. Sua filha Soraya (Pich Chanbormey) possui poderes sobrenaturais e os cabelos em forma de serpentes-vivas.Um monge errante lhe dá um anel mágico que lhe restaura a forma humana, mas quando ela é disputada por dois homens, as serpentes voltam a aparecer. O realismo dos efeitos especiais dos cabelos-de-medusa foram criados de uma forma particular e exótica: serpentes vivas de verdade foram grudadas em um capacete/peruca especial colocado na cabeça da jovem atriz!


 De Hong Kong veio "She Zhou" (Snake Curse, 2004) de Sheng Kwok-Kuen, um filme rodado durante 5 anos, e que conta a história de um cientista louco que faz experimentos com DNA e cria diversas mulheres-serpentes. Efeitos primários de CGI e muita insanidade em uma entrada diferente no gênero.





O mestre  espanhol da sacanagem e podreira Jesus Franco (1930-2013), realizou com co-produção americana, o vídeo "Snakewoman" ( Esp/USA,2005) com a gostosa Carmen Fuentes como a personagem título. Muito erotismo e referências ao terror clássico (Lina Romay é a Doutora Van Helsing e Antonio Mayans é Nostradamus...) em uma volta aos seus bons dias, com muitos closes reveladores e uma personagem aparentada tanto com as cobras, que ela leva em suas tatuagens, quanto com sensuais vampiras...







"Hisss" (2010) de Jennifer Lynch é uma co-produção entre Índia e Estados Unidos e que tenta atualizar a lenda e o ciclo de filmes das Nagis com ótimos efeitos especiais, maquiagem e uma atriz maravilhosa (Malika Sherawat).


Desesperado e com apenas seis meses de vida, por causa de um câncer,um homem (Jeff Doucette) decide capturar uma cobra Naga  com a esperança de obter 'Nagmani', que pode curar sua doença e também torná-lo imortal. Nas selvas da Natchi, Índia, ele e empregados capturam uma cobra macho e a aprisionam em uma gaiola de vidro na esperança de que a cobra fêmea vá tentar um resgate. A Naga aparece e enfurecida com a prisão de seu companheiro, assume a forma humana (Malika) e passa a se vingar dos responsáveis e de todos os que cruzam seu caminho.




"Snake Club: Revenge of the Snakewoman" (USA,2012) de David Palmieri, conta a história da  libidinosa Rainha Lamia, que é transformada em uma serpente e depois em uma estátua de pedra. Na Los Angeles dos dias de hoje, ela reencarna em uma garota de um clube de stip-tease, que passa a caçar machos e a escravizar outras mulheres.





             Por enquanto, é o fim da nossa hissstória...
                                                                        
                       
        
                                                                     by Coffin Sssouza


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...