segunda-feira, 24 de junho de 2013

Adrienne Barbeau : Scream Queens- As Rainhas do Grito Parte 8


Adrienne Jo Barbeau nasceu em Junho de 1945 em Sacramento, California (USA). Filha de um executivo da empresa Mobil Oil e uma Armênia, foi "fisgada" pelo mundo artístico e em 1964 se mudou para New York, aonde trabalhou como go-go dancer enquanto fazia testes para o teatro. Estreou na Broadway, dançando e cantando no musical "Fiddler on the Roof", ao lado da também estreante Bette Midler. Atuou em mais oito peças e foi premiada por sua atuação como a jovem Rizzo no musical "Grease" (1972).

 Barbeau (e seus belos peitões) em foto promocional da peça de teatro "Stag Movie" (1971)


 No mesmo ano, começou a trabalhar em séries e filmes especiais da Televisão, e em 1978 fez um dos papéis principais do famoso tele-filme de suspense "Someone's Watching Me!" (Alguém Me Vigia) de John Carpenter. Na trama, uma bela mulher (Lauren Hutton) recebe estranhos telefonemas e presentes exóticos enviados por um maníaco, mas ninguém acredita nela...







 Começou assim sua associação com o diretor e que extrapolou as telas, já que foram casados entre 1979 e 1984, e juntos tiveram um filho (John Cody Carpenter). A voluptuosa morena também fez sucesso nesta época como modelo, e um poster seu vestindo um apertado corset roxo foi muito popular e depois estampou a capa de sua auto-biografia "There Are Worse Things I Could Do" .



















Seu próximo filme de gênero também foi para a TV, "The Darker Side of Terror" (O Monstro de Proveta, 1979) de Gus Trikonis, com Robert Foster como um cientista que cria um clone de si mesmo para realizar uma vingança. Barbeau é sua esposa, logo envolvida pelos "dois maridos"...e o clone é muito melhor na cama!



Adrienne seria a atriz principal de "The Fog" (Fog, a Bruma Assassina, 1980) de John Carpenter, ao lado de Jamie Lee Curtis ("Halloween" de Carpenter) e Janet Leigh (mãe de Jamie Lee e atriz de "Psicose" de 1960). 
















A cidadezinha costeira de Antonio Bay é assombrada durante os festejos de 100 anos, por uma estranha névoa, de onde saem fantasmas/zumbis de uma colônia de leprosos que fora assassinada e roubada pelos fundadores do lugar. Barbeau vive Steve Wayne, dona e locutora de uma rádio local e uma das primeiras a pressentir o perigo.



Novamente sob as ordens do "maridão", ela atuou no clássico de ficção científica e ação "Escape From New York" (Fuga de Nova Iorque, 1981) de John Carpenter, com Kurt Russell, Ernest Borgnine, Lee Van Cleef e Harry Dean Staton. A conhecida história do criminoso boa-praça Snake Plissken, que é obrigado a resgatar o presidente dos Estados Unidos, preso em uma New York futurista, transformada em uma cidade-presídio. Adrienne vive Maggie.












Ela esteve entre o elenco numeroso e famoso da comédia maluca " The Cannoball Run" (Quem Não Corre, Voa, 1981) de Hal Needham e então novamente no cinema fantástico em "Swamp Thing" (O Monstro do Pântano, 1982) de Wes Craven. A fracassada adaptação do personagem de HQ de Berni Wrightson e Len Wein, teve uma produção capenga: elenco mal escalado, FX primários, uma maquiagem muito vagabunda para a criatura e Wes Craven perdido com um personagem que nada tinha a ver com os seus filmes. Pontos altos? É muito bom como Trash e Adrienne Barbeau no papel de Alice, a amada do monstro, mostra seus famosos peitões!






 Em "Creepshow" (Creepshow- Show de Horrores,1982) de George Romero com roteiro de Stephan King, Adrienne participa do episódio "The Crate" ( A Caixa ) com Hal Holbrook e Fritz Weaver. Um professor (Holbrook) decide utilizar uma estranha e violenta criatura (maquiagem de Tom Savini) encontrada em uma caixa para se livrar de sua odiada esposa Wilma (Barbeau)...






Adrienne Barbeau também é conhecida por sua voz sensual e profunda. Ela não aparece em "The Thing" (O Enigma de Outro Mundo, 1982) de John Carpenter, até porque o clássico terror/Sci-Fi não tem personagens femininos, mas é dela a "voz" do computador. Ela também fez a voz de um computador em "Demolition Man" (O Demolidor, 1993) de Marco Brambilla com Sylvester Stallone e dublou muitas séries de animação (e video games), principalmente "Batman" (Batman- A Série Animada, 1992-1995), aonde fez a conhecida voz de Selyna/Mulher-Gato.



No drama de ficção científica "The Next One" (A Próxima Dimensão, 1984) de Nico Mastorakis, ela viveu a viúva de um astronauta, que encontra um estranho homem sem memória  (Keir Dullea), que parece ter vindo do futuro. Barbeau mostrou neste estranho e lento filme que sabia interpretar muito bem e sua química com Dullea (de "2001-Uma Odisseia no Espaço), é muito boa.



Ela esteve ao lado das também gostosas, Shannon Tweed e Karen Mistal na comédia de ação "Cannibal Women in the Avocado Jungle of Death" (1989) de J.F.Lawton. 





No episódio "The Facts in the Case of Mr. Valdemar" do longa "Two Evil Eyes"/"Due Occhi Diabolici" (Dois Olhos Satânicos, 1990) de Dario Argento e George Romero, ela é Jessica Valdemar, esposa traidora de um milionário a beira da morte (Bingo O'Malley), que o hipnotiza para conseguir ficar com sua fortuna e acaba provocando um horrendo incidente. A história é uma adaptação livre do conto de Edgar Allan Poe feita por Romero.





 Barbeau foi a rainha de um culto de mulheres-guerreiras feministas no trash "Burial of the Rats" (Roedores da Noite, 1995) de Dan Golden, uma produção de Roger Corman, colocando o autor da história original,Bram Stoker, lutando contra as "mulheres-ratos".















A partir daí, Adrienne passou a se dedicar a televisão, dublando várias séries de animação e aparecendo em pontas em séries como "Babylon 5" (1994); "Weird Science" (1997); "Jornada nas Estrelas-Deep Space Nine" (1999); "General Hospital" (2010); "Dexter" (2011);"CSI:NY" (2011) e muitas outras.

 Vez por outra, ela faz algum papel em pequenos filmes de terror, relembrando seus bons tempos de Scream Queen, como em "Unholy" (2007) de Daryl Goldberg, aonde é uma mulher que investiga o suicídio de sua filha e descobre fatos terríveis envolvendo antigos experimentos nazistas.









Adrienne Barbeau também é escritora e publicou em 2008   o romance "Vampyres of Hollywood" junto com Michal Scott, e sozinha sua continuação "Love Bites" em 2010.












                                                                   by Coffin Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...