terça-feira, 25 de junho de 2013

Benício: Um Mestre das Pin Ups e dos Cartazes de Cinema



José Luiz Benicio da Fonseca nasceu em Rio Pardo, Rio Grande do Sul, em 1936. Começou sua carreira na Clarim Publicidade, em Porto Alegre, como aprendiz de desenho, aos 15 anos de idade. Em 1953 mudou-se para o Rio de Janeiro e ingressou na equipe de arte da Rio Gráfica e Editora (RGE), onde fez trabalhos para as principais revistas da Editora (Querida, Cinderela, Radiolândia, Filmelândia, entre  outras).Convidado em 1961 para a equipe de criação da agência de publicidade americana McCann Erickson, Benicio fez trabalhos para a Coca-Cola, Esso, para o lançamento dos tecidos Nycron e outras marcas de peso.

Nos anos 60, Benício conquistou fama desenhando mulheres voluptuosas para capas de livretos de bolso da extinta Editora Monterrey, particularmente a série Giselle, A Espiã Nua Que Abalou Paris e centenas de livretos da coleção ZZ7, com a filha de Giselle, Brigitte Montfort, também uma sexy, linda e voluptuosa espiã. Aventuras que tiveram cerca de 1,5 mil volumes publicados em quatro décadas e se tornou um fenômeno no mercado brasileiro de livros de bolso. Adepto das mulheres com curvas e da exaltação do corpo feminino, Benício ficou conhecido como o rei das pin-ups brasileiro.







Nos anos 70 ele foi o mais solicitado e famoso ilustrador de cartazes do cinema nacional, produzindo mais de 300 deles em duas décadas - sendo obrigado a driblar e negociar com a censura da ditadura militar para aprovar seus trabalhos- entre eles duas imagens que se tornaram ícones do cinema nacional: o cartaz da pornochanchada A Super Fêmea, que lançou Vera Fisher ao estrelato, e o de Dona Flor e Seus Dois Maridos, o filme de maior público na história do cinema brasileiro.  Ele também foi o responsável por todos os cartazes dos filmes dos Trapalhões.
Em uma entrevista para a Mostra "20 X Pornochanchada" e uma exposição de cartazes do gênero´(em Maio de 2011), Benício afirmou rindo "Eu tirei muita barriguinha de mulher, muita pelanca. Eu era o Photoshop da época! (risos). Eu Não tirava a cabeça de uma e colocava no corpo da outra, eu corrigia."













Com quase 60 anos de carreira, o ilustrador gaúcho ainda colabora para revistas como Veja e Playboy, da Editora Abril, além de ilustrar capas para editoras de livros e criar peças publicitárias, em seu estúdio particular no Rio de Janeiro.















Vale a pena conferir seu site: http://www.benicioilustrador.com.br/

Fonte: Wikipedia e Catálogo "20 X Pornochanchada" (Caixa Cultural, 2011)


Por Gisele Ferran




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...