domingo, 16 de junho de 2013

W.I.P. - Mulheres Atrás das Grades (Parte 4)


"Hotel Oklahoma"/ "Caged Fear" (Prisão Oklahoma,USA 1991) de Bobby Houston : O hotel do título original, não tem nada de agradável para a jovem Kristen (Kristen Cloke), presa por engano (mais uma...) por causa do noivo ex-presidiário (David Keith). A deusa do terror-trash Karen Black é a carrasca Blanche, e o filme? Ruim pra caramba!















"Caged Heat 2 - Stripped of Freedom" (Celas em Chamas- As Grades do Inferno,USA/Fil. 1993) de Cirio H. Santiago, é mais uma produção de Roger Corman nas Filipinas. Uma bela agente da CIA (Jewell Shepard) é infiltrada em uma penitenciária em uma ilha para tentar salvar uma princesa da Malásia, presa por um ditador. Vic Diaz é o carcereiro sádico. Muita violência, tiros e tetas!






A co-produção tcheco-canadense "Chained Heat 2" (Prisão do Inferno, 1993) de Lloyd Simandl é na verdade um remake de Red Heat" (1985) e não de "Chained Heat" (1983). Mas tanto faz, este é um dos piores exemplares do gênero, desperdiçando a beleza de Brigitte Nielsen como a carcereira Magda Kassar. E a algo de errado em um W.I.P. quando a drag-queen da prisão mostra-se mais sexy do que 90% das outras garotas em cena!



O gênero agora já estava em franca decadência, e assim mesmo apareceram novos "especialistas" no assunto, como o diretor/roteirista Henri Charr, responsável por "Under Lock and Key" (A Chave do Poder,USA 1994); "Cellblock Sisters: Banished Behind Bars" (USA 1995) e "Caged Hearts" (Prisioneiras da Morte, USA 1995). Todos misturando os clichês do gênero com um pouco de ação, mas apenas isto...




Procurando inovação, Roger Corman produziu "Caged Heat 3000" (Prisão Espacial 3000,USA 1995) de Aaron Osborne. A linda modelo Cassandra Leigh vive a personagem Kira, que no futuro é mandada para uma prisão feminina de segurança máxima em um asteroide a milhões de anos-luz da terra. Lá tem que lutar para provar sua inocência e se proteger de uma gang rival. O filme foi lançado direto para o mercado de vídeo, fez sucesso e originou uma série de histórias em quadrinhos.






O sacana Joe D'Amato, em sua carreira vitoriosa na indústria pornô, fez sua versão explícita do gênero com "Penitenziario Femminile" (Penitenciária Sexual, IT.1996), com Roberto Malone como o diretor taradão que gosta de comer a bunda das prisioneiras novatas e deusas como Simona Valli e Shalimar entre as detentas.



 Os anos 2000 chegaram com as reformas no sistema penitenciário, os grupos de Direitos Humanos e a chatice do Politicamente Correto, praticamente banindo o gênero...
Fred Olen Ray (sempre presente aqui no She Demons!), acrescentou uma boa dose de putaria soft-core em sua produção direta para o mercado de vídeo "Bikini Chain Gang" (USA, 2005), uma homenagem ao gênero de grande longevidade.


Uma boa investida no gênero mesclado com terror e artes marciais é "Shadow - Dead Riot" (Shadow-Exército das Sombras,USA  2006) de Derek Wan. Carla Greene é Solitaire, que chega em uma prisão feminina e logo se confronta com outras internas e acaba descobrindo que o local fora antigamente uma prisão masculina fechada depois de um massacre.














O pior é o reaparecimento do Serial Killer e praticante de vudú conhecido como Shadow (Tony Todd), que vem acompanhado de um exército de mortos-vivos canibais e que quer a garota (que na verdade é sua filha) para conseguir a imortalidade. Todos os deliciosos clichês do W.I.P. ; lutas coreografadas pelo mestre Tony Leung Siu-Hung (filmes de Bruce Lee e Jackie Chan); zumbis; um bebê-mutante e a inevitável chefe-da-guarda-lésbica-e violenta chamada Elsa Thorne (Andrea Langi)!!!





Ideia parecida tiveram os produtores do terror "Werewolf in a Women's Prison" (USA 2006) de Jeff Leroy. No fictício país latino  de Capuna, Sarah (Victoria de Mare) está acampando com o namorado, quando são atacados por um lobisomem. Ele morre destroçado pela fera, e ela mesmo ferida consegue vencer a criatura. Acusada da morte de seu namorado, é enviada para um prisão feminina vagabunda e corrupta. Quando chega a lua cheia... Muita nudez, gore e toques de humor em uma produção independente classe "B".









Outra pequena produção independente presta uma divertida homenagem aos filmes W.I.P. dos anos 70: "Sugar Boxx" (USA 2009) de Cody Jarrett. Numa prisão estadual no meio dos pântanos de Everglade, as jovens detentas são obrigadas a trabalhar duro e sofrem nas mãos da carcereira Beverly Buckner (Linda Dona). Participações mais do que especiais de Kitten Natividad, Tura Satana e do diretor Jack Hill.







Com revisões, homenagens ou simplesmente assistindo os antigos clássicos, ainda temos motivos de sobra para torcer (e se excitar) por sofridas lindas garotas em apertados e suados uniformas, gemendo...atrás das grades.

Para mais informações em assuntos similares, acesse:

                                                                  by Coffin Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...