quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Nunsploitation: Capítulo1, Versículo 1 (uma introdução ao gênero)



"Nunsploitation" é um subgênero do Sexploitation, que teve seu auge na Europa na década de 1970. Estes filmes normalmente envolvem freiras cristãs que vivem em conventos durante a Idade Média ou nos dias atuais.Opressão ou repressão sexual devido a vida em celibato, fanatismo religioso, lesbianismo, perversões, sadomasoquismo e a inquisição são temas comuns.













 A maior parte desses filmes foram feitos em países onde a Igreja Católica é influente, como a Itália e Espanha, contendo portanto várias críticas a religião em geral e a igreja Católica em particular. A hipocrisia da igreja no entanto também é exposta em vários filmes vindos do Japão, por exemplo. Outra vertente do mesmo subgênero, incorpora elementos do cinema de horror como possessões demoníacas.






Nunsploitation, junto com Nazisploitation, é um subgênero que teve sucesso paralelo aos filmes W.I.P.( Mulheres na  Prisão) na década de 1970 e 1980. Tal como acontece com filmes de prisão, eles são ambientados em conventos isolados, fortalezas,onde a população só de mulheres gera o lesbianismo e o elemento da culpa religiosa permite representações escabrosos de "mortificação da carne", como auto-flagelação e dolorosos rituais masoquistas. 




                                           "Storia di una Monaca in Clausura" (1973)

A Madre Superiora(geralmente velha e decrépita) faz as vezes de uma carcereira tirana, cruel e corrupta, que impõe disciplina rigorosa (muitas oportunidades para chicotadas e castigos corporais) e vigia como um cão de guarda as atividades "pecaminosas" das freiras e noviças. Um padre igualmente sádico e corrupto, assim como invasores violentos ou outro tipo de intruso é geralmente incluído para adicionar um pouco de "ação" heterossexual as tramas.
Todo este blá-blá-blá teórico (adaptação livre e revisão de texto da Wikipedia) é para justificar o prazer de ver belas freirinhas em cenas de sexo e violência, por isto mesmo, o tema também é bastante comum no cinema pornô...


                          cena de "Il Rirtorno di Don Tonino" (1999)  

Mas o gênero não aparece apenas no cinema Trash, muito pelo contrário. Prêmio especial do Júri no festival de Cannes, "Matka Joanna od Aniolów" (Madre Joana dos Anjos, Polônia/1961) de Jerzy Kawalerowicz, mostra um padre enviado ao interior da Polônia para investigar um caso de uma freira possuída pelo demônio, e que acaba também consumido por suas próprias tentações.




Causando grande escândalo quando lançado e gerando protestos da igreja católica, "La Religieuse" (A Religiosa, França/1966) de Jacques Rivette, é um drama austero e intelectual (baseado fielmente em um livro do filósofo iluminista Denis Diderot) sobre uma jovem (Anna Karina), que no séc XVIII, é enviada contra a vontade para um convento. Lá, enfrenta uma perseguição sádica e desejos lésbicos; ou seja, as bases de todos os clichês do gênero!















Uma refilmagem da história foi rodada recentemente na França por Guillaume Nickloux, e do mesmo país saiu uma versão pornô no começo dos anos 80, chamada "La Religieuse Dévergondée"...



A história verdadeira da irmã Virginia de Leyva uma jovem monja que se apaixona por um rapaz e que acaba cometendo um assassinato, foi filmada várias vezes: "La Monaca di Monza" ( Itália/1947); "La Monaca di Monza" (A Freira de Monza, Itália 1962) de Carmine Gallone; "La Monaca di Monza" (A Monja de Monza, Itália/1969) de Eriprando Visconti e "La Vera Storia della Monaca di Monza" (A Monja de Monza, Itália/1980) de Bruno Mattei. A versão de Mattei, é cheia de cenas absurdas e diálogos hilários, além de um clima de terror gótico e  tem a bela Zora kerova no papel principal. Ponto para Bruno Mattei, que fez um filme trash, muito mais divertido e assumidamente exploitation que as sisudas versões anteriores.







Um grande clássico e influência para o gênero foi "The Devils" (Os Demônios, 1971) de Ken Russell. Voltaremos a ele em outro post (teremos vários sobre Nunsploitation, aqui!), por enquanto ficamos com a propaganda para os jornais brasileiros na época...

Falando em Brasil, Yes, nós temos bananas, Carnaval, Samba e ...Nunsploitation também! Como por exemplo, "A Freira e a Tortura" (1983) de Ozualdo Candeias, com David Cardoso e Vera Gimenez, sobre um policial nos anos de ditadura, que precisa investigar e torturar uma professora acusada de crimes políticos. Acontece que a bela mulher é uma freira e ele acaba se apaixonando!











E filme de ação e pancadaria com freiras? Sim!!! Temos o maravilhosamente divertido "Cleopatra Wong(Filipinas-1978) de Bobby A. Suarez. A super agente da Interpol Cleópatra Wong (Marrie Lee), investiga um caso de falsificação de dinheiro que ameaça vários países asiáticos. Em Manila, ela localiza a operação, que é dirigida por freiras que são obrigadas ao trabalho escravo. Disfarçada como uma delas, Miss Cleópatra e seus auxiliares, utilizam muito armamento e artes marciais para vencer os vilões e salvar as freirinhas...




A jovem Marrie Lee, em seu primeiro trabalho no cinema, fez muito sucesso e acabou reprisando o mesmo personagem em dois outros filmes de ação nas Filipinas!
                                                     muito suspeitas estas irmãs...


E para finalizar com esta "introdução", um pouco mais de putaria explícita-religiosa...afinal, se o inferno por acaso existir mesmo, já estamos lá! (e com freirinhas gostosas ao nosso lado...).



"Barmherzige Nonen"

                                                 
                                                            "Il Convento Della Perdizione"




                                                          "Nonnes a Tout Faire"




Muito mais Freiras Safadas e em perigo por aqui...Breve!!!

                                                                                                               by Monsenhor Coffin Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...