quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Adrienne King : A Sobrevivente!


A vida de Scream Queen nem sempre é só um mar de diversão, dinheiro e fama...que assim diga Adrienne King, que sobreviveu no clássico "Sexta Feira 13"  para enfrentar na vida real, horrores muito piores.

Nascida em Long Island, NY em 1960, Adrienne apareceu para o público pela primeira vez em um comercial, quando tinha seis meses de vida. A vida artística foi sua meta e ela estudou canto, dança, artes plásticas e ingressou na companhia teatral Joseph Jefferson. A jovem Adrienne fez participações em inúmeros comerciais de televisão e rádio, e fez sua estreia no cinema dançando em "Os Embalos de Sábado à Noite" (1977) e depois no musical "Hair" (1979).
O ponto de virada em sua carreira veio com "Friday The 13th" (Sexta Feira 13, 1980) de Sean S. Cunnigham.





 A história é bastante conhecida: Transcorre em uma colônia de férias junto ao Lago Crystal, um verdadeiro paraíso, que está fechado a muitos anos e que agora reabre apesar da fama de maldito. Os jovens que chegam á colônia para prepará-la para receber as crianças, são brutalmente assassinados, um a um, por um criminoso sanguinário e misterioso. Adrienne vive a personagem Alice Hardy, a chamada "final girl", a sobrevivente da chacina e que tem o pesadelo-surpresa com o corpo apodrecido de Jason Voorhees saindo da água para pega-la. 



O filme foi um enorme (e inesperado) sucesso de bilheteria internacional, criou uma série, foi muito imitado e alavancou a carreira, de por exemplo, Kevin Bacon (que no filme vive Jack, um dos jovens assassinados).



Mas as coisas não foram tão bem assim para Adrienne. Ela foi notada pelo público e diretores, sim. Mas também por um maníaco verdadeiro, um fã obsessivo que passou a persegui-la, ligando, escrevendo, rabiscando em cima de desenhos que ela havia exposto e finalmente tentando arrombar a porta de seu apartamento... 
Adrienne foi naturalmente escalada para estrelar a continuação do filme, mas traumatizada com o assédio tenebroso, pediu para fazer apenas uma ponta de luxo. 


Assim em "Friday the 13th - Part 2" (Sexta Feira 13 - Parte 2, 1981) de Steve Miner, Alice (Adrienne King) está tendo sonhos recorrentes com a tragédia, com o fato dela ter decapitado com uma machadada a louca Sra. Voorhees (Petsy Palmer) e com o aparecimento de Jason.



 Uma noite ela acorda e encontra a cabeça cortada da mulher em sua geladeira. Um braço a agarra e um furador de gelo é enfiado em sua cabeça, saindo pelo outro lado. Alice morre e dá lugar para a personagem Ginny (Amy Steel) voltar ao Lago Crystal e enfrentar o assassino.




Adrienne resolveu deixar os Estados Unidos e foi para Londres, aonde foi aceita como aluna na prestigiada Royal Academy, estudando Shakespeare. Como seu fã-maníaco fora encontrado e preso, ela voltou para casa e se submeteu a um teste para um novo papel, mas descobriu que não conseguia ficar mais diante das câmeras devido ao trauma.
Graças a sua bela voz, Adrienne passou então a trabalhar com dublagem e narração em filmes e TV e se dedicar cada vez mais a pintura e desenhos.
Em 25 de Janeiro de 1990, Adrienne estava sozinha em casa assistindo televisão, quando ouviu uma violenta explosão e sentiu a casa tremer. Ligou imediatamente para a polícia e para seu marido que estava trabalhando. Era o voo 52 da Avianca, que fazia o trajeto Bogotá/New York e que havia caído a menos de 500 metros de sua casa. 73 pessoas morreram no acidente e ela assistiu os bombeiros recolhendo pedaços de corpos de cima das árvores próximas. 



Adrienne sofreu novo trauma e precisou de dois anos de tratamento, se mudando logo depois para o interior do estado de Oregon para se dedicar a pintura.
Em 2004, o escritor Peter M. Bracke entrevistou Adrienne King longamente para seu livro "Crystal Lake Memories", sobre os bastidores e filmagens do clássico Slasher, e pela primeira vez ela contou todo o seu drama (só parentes e amigos próximos sabiam...) e conseguiu exorcizar os fantasmas do passado.



E ela voltou por cima, fazendo um dos papéis principais de um filme de horror & gore "Psychic Experiment" (2010) de Mel House, com participação da Scream Queen Debbie Rochon e Reggie Bannister (da série "Phantasm"/"Noite Macabra" de Don Coscarelli ). A história de uma auto-suficiente, idílica e pequena comunidade do interior que é assombrada por estranhos segredos do passado e forças sobrenaturais.




                                                  Adrienne em "Psychic Experiment"

Seguiu-se "La Stanza della Farfalle"/"The Butterfly Room" (2012) de Jonathan Zarandonello; um terror com um elenco All-Star de divas do gênero, capitaneadas pela Rainha do Horror Barbara Steele, e mais Camille Keaton (I Spit OnYour Grave); P.J.Soles (Carrie, Halloween); Heather Lagenkamp (Nightmare on Elm Street) e Erica Leershen (The Texas Chainsaw Massacre)...




                                                  Adrienne King em "The Butterfly Room"

Adrienne voltou a emprestar sua voz para um filme do gênero ("Silent Night, Bloody Night: The Homecoming, 2013) e tem dois papéis no recente "Tales of Poe" (2014) de Bart Mastronardi e Alan Rowe Kelly, uma antologia de histórias baseadas em Edgar Allan Poe!



                                    Adrienne é a "Rainha dos Sonhos" em "Tales of Poe"

Adrienne King continua dedicada as artes plásticas (veja sua arte e muito mais em  http://www.adrienneking.com/ ) e também está envolvida na fabricação de vinhos finos que levam a sua arte nos rótulos e são nominados com referências a Sexta Feira 13, como o "Cabin A Sauvignon" ou o Chardonnay "Survivor's Syrah"... os "Crystal Lake Wines"... enjoy!!!



                                                                                                                           By Coffin Souza




2 comentários:

  1. Olá Erik,

    Sou leitor do She Demons Zine e sou cinéfilo de carteirinha. Eu estou mandando esse email porque estou trabalhando numa empresa que desenvolveu um portal sobre cinema - o Cinema Total (www.cinematotal.com). Um dos atrativos do site é que você cria uma página dentro do site, podendo escrever textos de blog e críticas de filmes. Então, gostaria de sugerir que você também passasse a publicar seus textos no Cinema Total - assim você também atinge o público que acessa o Cinema Total e não conhece o She Demons Zine.

    Se você gostar do site, também peço que coloque um link para ele no She Demons Zine.

    Se você quiser, me mande um email quando criar sua conta que eu verifico se está tudo ok.

    Um abraço,

    Marcos
    www.cinematotal.com
    marcos@cinematotal.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...