sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

As Mulheres de Roger Corman


Fazer rápido, fazer barato e fazer divertido (Fast, Cheap and Fun), foi o lema da lendária  empresa produtora americana de filmes American International Pictures (A.I.P.). Fundada em 1955 pelo advogado Samuel Z. Arkoff e por James H. Nicholson, a companhia foi a primeira a visualizar o mercado de filmes voltado para o público jovem. Assim,logo o catálogo de produções da A.I.P. estava tomado de jovens problemáticos, monstros adolescentes, adolescentes do espaço, jovens rebeldes de jaquetas de couro e garotas em reformatórios; muitos deles produzidos e/ou dirigidos pelo "Prata-da-Casa" Roger Corman. 


Além de saber como ninguém, fazer filmes divertidos de forma rápida e barata, Corman também foi um visionário em vários aspectos de produção, publicidade e um descobridor nato de novos talentos como Jack Nicholson, Martin Scorsese, Francis Ford Coppola ("Roger deu-me emprego como seu assistente...é claro que eu teria trabalhado para ele de graça. Se não tivesse que comer de vez em quando"), Joe Dante, Jonathan Demme, Peter Bogdanovich...



Em 1964, Corman estava a procura de um novo assistente de produção, e após inúmeras entrevistas com candidatos, selecionou duas garotas. Stephanie Rothman, tinha mestrado em cinema pela USC Film School, e a muito inteligente e bonita Julie Halloran era formada em inglês pela prestigiada UCLA. 




                                                                       Julie Corman








Corman conta em sua biografia: "Eu não tinha como dispensar Stephanie. Então eu lhe ofereci o trabalho e perguntei para Julie se ela queria sair comigo. Ambas disseram sim." Roger e Julie logo estavam casados e continuam juntos até hoje, pessoalmente e profissionalmente, e juntos produziram dezenas de filmes, desde Cult Movies e clássicos do terror B, até recentes produções com monstros em CGI para o mercado de vídeo e TV.
                                                                      Roger & Julie

O primeiro trabalho de Rothman para Corman foi como produtora associada em "Voyage to the Prehistoric Planet" (Planeta Pré-Histórico, 1965) de Curtis Harrington. Um ano depois, ela estaria fazendo filmes para a AIP, começando com "Blood Bath" (Rastro do Vampiro,1966), que ela escreveu, produziu e dirigiu junto com Jack Hill.



 Mas ela não era fã de filmes de terror e fantasia, e preferiu dirigir dramas e comédias sexys. Mesmo assim anos depois, ela aceitou o convite de Roger Corman em sua nova produtora (New World Pictures) para fazer o terror erótico "The Velvet Vampire" (O Doce Vampiro,1972). É dela também, o W.I.P. "Terminal Island" (1973) com Barbara Leigh, Marta Kristen e Tom Selleck.




Outra aluna de Corman foi Barbara Peeters, que dirigiu vários filmes da New World como "Summer School Teachers" (1974), "Starhops" (1978) e o cultuado "Humanoids from the Deep" (Monstros do Fundo do Mar, 1980). Barbara optou mais tarde em trabalhar exclusivamente para a televisão, dirigindo episódios de séries como "Remington Steele" (Jogo Duplo) ou "Misfists of Science" (Curto Circuito).


A famosa produtora/roteirista Gale Anne Hurd (O Exterminador do Futuro, Aliens, The Walking Dead) começou trabalhando como produtora assistente de Corman em "Rock'n'Roll High School" (1979), "Monstros do Fundo do Mar" (1980) e em "Battle Beyond the Stars" (Mercenários das Galáxias, 1980) de Jimmy T. Murakami.






 Ela resume assim o seu aprendizado com o mestre dos filmes B : "A primeira coisa que Roger incute em você é que você tem a habilidade e capacidade de fazer qualquer coisa. Isto é muito raro em Hollywood, onde as pessoas estão sempre querendo limitar as outras.Mas para Roger, se você é inteligente, motivado e ambicioso, pode fazer tudo. Para Corman, eu escalei elencos, escrevi roteiros, editei filmes, criei campanhas publicitárias, eu limpei banheiros, eu fiz café durante filmagens, eu catei copinhos de café do chão..."
Corman também "catapultou" a carreira de Katt Shea (diretora de "Pison Ivy"/ Relação Indecente, 1992) que começou dirigindo "Stripped To Kill" (Strip Tease da Morte, 1987)...
 Debora Brock ( diretora de "Slumber Party Massacre II", 1987) e Frances Doel (roteirista que começou com Corman em "Big Bad Mama" de 1974 e é responsável pelas histórias dos filmes de monstros como "Raptor"(2001), "Dinocroc" (2004), "Supergator" (2007), "Cyclops" (2008) e "Dinoshark" (2010))...





                           Uma cena de "Supergator" (ou vocês queriam uma foto do Jacaré?)

Lynn Whitney que trabalhou com Corman em "Nightfall" ( Planeta Infernal,1988 ) e "Saturday the 14th Strikes Back" (Sábado 14- Reunião Infernal,1988 ) foi produtora associada em "Brain Dead" (1990) de Adam Simon, aonde Catherine Hardwick (18 anos antes de dirigir o sucesso-pentelhão "Twilight"/"Crepúsculo") servia como desenhista de produção! 
Se Hollywood apenas segui-se suas idéias e utiliza-se talentos novos (e de baixo custo) juntamente com idéias originais, nós não estaríamos nadando em continuações frouxas e filmes baseados em jogos infantis.

                                       Susan Svehla
        (Furious Femmes: Legendary Women of Hollyweird)

                                         




                                                                        Traduzido, resumido e adaptado por Coffin Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...