quarta-feira, 30 de abril de 2014

Bai Ling : Uma Deusa Oriental no Ocidente


Bai Ling nasceu em Cheng Du, sul da China em Outubro de 1966. Ela começou sua carreira artística aos 14 anos em um teatro musical,entretendo as tropas de soldados chineses que serviam no Tibet . Ela também atuou brevemente como enfermeira do exército.
 Bai Ling mais tarde, afirmou que durante seu tempo no Tibete, ela, juntamente com outras artistas, foram regularmente embriagadas e abusadas sexualmente por oficiais chineses mais velhos. Isto incluiu um caso de estupro que levou a uma gravidez, e que ela  terminou forçadamente com um aborto. Posteriormente, Bai passou algum tempo em um hospital psiquiátrico se recuperando do vício do álcool e ao sair decidiu ser uma atriz profissional, começando no teatro.

 Seu primeiro papel no cinema só veio em 1984, com o drama "Hai Tan" (On the Beach) e depois de vários outros filmes e uma participação no Festival Internacional de Cinema de Moscou, decidiu estudar nos Estados Unidos. Bai estudou cinema na Universidade de New York e conseguiu um visto especial temporário, até se naturalizar em 1999.
Bai Ling foi Myca, a meia-irmã/amante do vilão Top Dollar no clássico "The Crow" (O Corvo, 1994) de Alex Proyas com Brandon Lee. 



No Thriller "Red Corner" (Justiça Vermelha, 1997) de Jon Avnet, Bai teve um dos papéis principais, como a linda advogada de defesa de Richard Gere, envolvido com um crime no território chinês.
Na milionária, mas fracassada mistura de western/ficção científica/humor "Wild Wild West" (As Loucas Aventuras de James West, 1999) de Barry Sonnefeld, Bai foi a sedutora e traidora Miss East. A cena em que seduz Will Smith, levando-o para uma armadilha, é junto com as cenas com a também bela Salma Hayek, algumas das poucas razões para se assistir esta deturpação da ótima série de TV dos anos 60.



Bai esteve no drama/comédia histórico "Anna e o Rei" (1999) com Jodie Foster e Chow-Yun-Fat e retornou aos filme de gênero com "The Breed" (Cidade dos Vampiros, 2001) de Michael Oblowitz, um filme de ficção científica, ação e terror. Bai Ling faz o papel de Lucy Westenra, uma vampira...citação a personagem do livro "Drácula" de Bram Stoker. 



"The Lost Empire" (Guerreiros do Império Perdido, 2001) de Peter McDonald, adapta num especial para a TV, a história clássica chinesa do "Rei Macaco" (Sun Wukong/Monkey King ), tentando transportar para os moldes ocidentais o mundo de magia e fantasia já filmado e encenado várias vezes no seu país de origem.



Bai foi Skylar, na ficção-científica de ação "Storm Watch" (Tempestade Virtual, 2002) de Terry Cunnigham, sobre terrorismo cibernético, jogos virtuais e um nerd que precisa salvar o mundo da destruição climática. Pastiche de War Games, Matrix e cia.



Em "Táxi 3" (2003), Bai faz Qiu, uma repórter chinesa que faz uma matéria sobre o esquadrão da polícia francesa envolvido com uma gang de "Papai-Noeis" criminosos e acaba distraindo o pateta inspetor encarregado. Sequencia das divertidas aventuras do veloz taxista, criadas por Luc Besson.



Na excelente antologia oriental "Sam Gaang Yi" (Three... Extremes/ Três Extremos, 2004) de Takashi Miike, Fruit Chan e Chan-Wook Park, Bai Ling se destaca no episódio "Jiao-ZI"/ "Dumplings" (de Friut Chan). Aqui ela é Mei, uma cozinheira que prepara bolinhos especiais (recheados com fetos humanos!), capazes de rejuvenescer e aumentar a libido.





 O problema é o uso incorreto de tal ingrediente. O perturbador curta foi re-editado pelo diretor em um longa (91 minutos) no mesmo ano: "Dumplings" (Escravas da Vaidade).



Bai foi a vilã assassina  e androide) "Mysterious Woman" em "Sky Captain and the World of Tomorrow" (Capitão Sky e o Mundo de Amanhã, 2004) de Kerry Conrad. Um mundo futurista e retrô é atacado por robots gigantes comandados por um gênio do mal (Lawrence Olivier) e somente o Capitão Sky (Jude Law) pode combate-los. Homenagem aos antigos seriados dos anos 40 e a literatura Pulp, com cenários e efeitos totalmente gerados em CGI, com o elenco atuando 



Ela fez uma ponta não creditada como a senadora Bana Breemu em "Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith" (2005) de George Lucas. Segundo a atriz, seu papel foi muio cortado do filme porque ela apareceu em um ensaio sensual na revista Playboy americana (Junho 2005), e que usava o filme  como chamada na capa. Os produtores negam, mas resta dizer que suas fotos são muio melhores que a super-produção capenga!








Bai foi a sensual Serpentine, na comédia (sem graça...) de ficção científica "Southland Tales: O Fim do Mundo" (2006) de Richard Kelly; a anti-heroína Michelle na ficção de ação "The Gene Generation" (Hackers- Ladrões de Vida, 2007) de Pearry Teo; esteve ao lado de Jason Statham em "Adrenalina 2" (2009) e no terror-psycho-killer "Chain Letter" (A Corrente do Mal, 2009) de Deon Taylor...








Sem problemas para tirar a roupa e fazer cenas de sexo, a deusa oriental apareceu como uma guarda de prisão e diversão para o durão Vinnie Jones em "Locked Down" (A Jaula, 2010)...



...e em mais cenas "calientes" como uma vilã sensual em "Circle of Pain" ( Círculo de Dor, 2010) e "The Bad Penny" (Sem Regras, 2010).



                                         Circle of Pain


                                        The Bad Penny


Ela também apareceu em produções fantásticas vagabundas como "The Lazarus Papers" (Imortal, 2010) de Jeremiah Hundley; um thriller sobrenatural com a novata Krystal Vee, Danny Trejo e Gary Daniels...




"Crash of the Empire" (2012) de Joseph J. Lawson; uma aventura fantástica na pré-história com Hobbits, Canibais e dragões-de Komodo gigantes...produzida pela infame The Asylum!



Bai Ling continua em muitos projetos como os filmes de terror "The Gauntlet" (2013) de Matt Eskardi e "Blood Sheed" (2014) de Patrick Hasson e Juan Carlos Saizarbitoria;  filmes de ação, dramas e séries de TV...










                                                                                                               By Coffin Souza

3 comentários:

  1. Ela é sensacional! Amo esta mulher.

    ResponderExcluir
  2. Mano Coffin, vim lhe dar os parabéns por seu trabalho e convidá-lo a acessar minha página de divulgação, eis o endereço → http://www.facebook.com/SavioChristiDesenhistaDivulgacao.

    Bom, abraços e até mais então!

    ResponderExcluir
  3. Mano Coffin, vim mais uma vez lhe dar os parabéns por seu trabalho!

    Inclusive e principalmente, se você quiser me adicionar, à vontade e numa boa e sem problemas, está bem assim?

    Bom, abraços e até mais então, prezado, a gente se esbarra por aqui ainda!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...