sexta-feira, 11 de abril de 2014

Horror & Sexo !


Esta combinação é o tema central do nosso blog, por isto decidimos hoje, teorizar um pouco sobre o assunto...
Desde os primeiros filmes de terror, o sexo sempre desempenhou um papel importante no sucesso e intriga do gênero bastardo do cinema. Se é a ambiguidade sexual de Conde Drácula ou os gritos mulheres de topless do subgênero slasher, sexo e horror andam sempre juntos de forma discreta ou explicitamente Hard. 



Em alguns casos, o sexo é jogado em um filme de terror, porque parece que é esperado ele estar lá e, por isso, parece ser de forma gratuita. Infelizmente, o sexo é, por vezes, também usado como um veículo para expor o lado desprezível e monstruoso da humanidade.
Filmes de terror são amplamente conhecidos por sua capacidade de capturar aqueles momentos de ternura debaixo das cobertas quando um homem e uma mulher estão mais vulneráveis. O Amor é uma emoção poderosa, e o Medo e o Horror...mais ainda!



Quando o sexo é combinado com horror com sucesso, ele cria uma experiência totalmente nova para os fãs do gênero. Com a nossa adrenalina já disparando a partir de um sentimento de medo, acrescentando uma sensação de excitação sexual, o programa fica perfeito.



Sexo e violência, sem dúvida, andam de mãos dadas com horror, que é por isso que o sexo é uma parte forte do gênero. A sexualidade é uma tendência importante em muitos filmes do gênero, e vamos ser honestos aqui, sexo e nudez... vende!. Bem, o que se segue é a lista de algumas das cenas mais quentes e, por vezes, mais selvagens do sexo no gênero horror.

"NUDA PER SATANA" (1974) de Luigi Batzella. Na história de um médico que resgata uma bela mulher de um acidente de carro e acaba em um  misterioso castelo, temos toneladas de nudez (muitas das quais fornecidas pela deliciosa Rita Calderoni) e sexo (Uma versão XXX do filme foi lançada na época apenas na Alemanha). Mas, a cena de sexo mais memorável é a da personagem da Sra. Calderoni sendo estuprada por uma aranha monstruosa totalmente fake...Grotesca, hilária e excitante.






"VAMPYRES" (1974) de José Ramon Larraz.  Clássico indiscutível dos filmes com vampiras lésbicas e horror erótico em geral. ganha o meu lugar de topo para um inferno de uma cena de ménage à trois, que surpreendentemente se mistura sexo e violência para o seu nível mais quente. Na melhor e mais memorável cena do filme, as duas vampiras bissexuais lindas (Marianne Morris e Anulka)  começam um quente ménage à trois com um homem, para depois lamber o sangue da vítima que elas cortam e fatiam. É uma mistura sexy e muito erótica de pele e sangue que vai certamente deixar você se sentindo feliz...




"FASCINATION" (1979) de Jean Rollin. Impossível fazer uma lista destas e não ter um filme de Jean Rollin mencionado. Do grande mestre dos filmes eróticos de terror, escolhemos a cena de amor lésbico entre duas de suas belas estrelas, Brigitte Lahaie e Franka Maï. Softcore sensual, com muitos beijos, toques, e pele. Ms. Lahaie, estrela de filmes hardcore na França foi uma das musas favoritas de Rollin em seus filmes.




"RE-ANIMATOR" (1985) de Stuart Gordon. O tímido H.P.Lovecraft certamente não teria imaginado uma cena assim: O decapitado Dr. Hill (David Gale) rapta a deliciosa Megan (Barbara Crampton) e a amarra e totalmente nua em uma maca. Seu corpo decapitado começa a bolinar seus peitos, enquanto ela grita desesperada. Ele responde, dizendo: "Mais paixão!" Sua cabeça sem corpo começa a descer sobre ela, em uma cena clássica de sexo oral...




"ANGEL HEART" (1987) de Alan Parker. O detetive Angel (Mickey Rourke) tem uma missão difícil para cumprir para o capeta e ainda precisa enfrentar a maravilhosa sacerdotisa Epiphany (Lisa Bonet) em uma cena realmente molhada! Enquanto se amam ardorosamente, são molhados pela chuva que entra por várias goteiras e depois, aparentemente por um banho de sangue! Não parece ser tão ruim ter uma dívida com o Sr."Lúcifer"...



"BRAIN DAMAGE" (1988) de Frank Henenlotter. Todos os filmes do diretor/roteirista possuem fartas doses de humor negro e sexo. Aqui, o jovem Brian (Rick Hearst, tem um encontro com uma garota da noite em um beco escuro e sujo. Ela se ajoelha e se prepara para lhe pagar um boquete, quando o maluco parasita Elmer, sai de sua braguilha e penetra a boca da mulher em uma cena de sexo oral banhada a sangue e miolos...




"NEKROMANTIK 2" (1991) de Jörg Buttgereit.  A necrófila deliciosa Monika (Monika M.) faz sexo apaixonadamente com Mark (Mark Reeder), para então serra-lhe a cabeça, com jorros de sangue em seu corpo nu, cama e paredes. Ela substitui a cabeça pela cabeça de seu namorado morto decomposto. Ela continua a fazer amor com o corpo em um dos mais selvagens e mais exagerados clímax (em todos os sentidos!) da história do cinema!





"JASON GOES TO HELL- THE FINAL FRIDAY" (1993) de Adam Marcus. Toda a série "Sexta Feira 13", só é possível
por causa do sexo. Se esses conselheiros do acampamento estivessem prestando mais atenção em vez de "fazer amor", como Mamãe Voorhees reclamou, não teríamos nunca que lidar com essa confusão de máscaras de hóquei e corpos picotados. Uma das melhores cenas de sexo da série (e são muitas!) é a de um casal  no meio do mato em uma barraca, tendo uma relação incrivelmente picante (e bastante gráfica). Quando a menina fica em cima, é dividida em duas partes pelo facão de Jason ... enquanto o cara ainda está dentro dela. Hilária, excitante e exagerada como convêm ao gênero!




"DELLAMORTE, DELLAMORE" (1994) de Michele Soavi.
Além de sua enfadonha missão de despachar mortos-vivos de volta para as tumba, o coveiro Dellamorte (Ruppert Everett) encontra várias encarnações da mulher perfeita chamada simplesmente de "Ela" (Anna Falchi). Em uma das cenas mais lindas de sexo no cinema de horror, ela cavalga em Everett em cima de um túmulo. Quando ela arquei as costas, a estátua de anjo atrás dela a faz parecer ter asas. Com seus seios perfeitos e seu rosto glorioso, ela realmente se parece um anjo sensual. Viva Itália! Viva Anna Falchi!!!




"SPECIES" (1995) de Roger Donaldson. A bela, mas mortal alienígena Sil (Natasha Henstridge) precisa encontrar um parceiro e ter relações sexuais para se reproduzir. Sexo para ela não é uma experiência, mas uma forma de sobrevivência. Sil encontra um cara de sorte (Alfred Molina), e eles têm um relação sexual realmente quente. Ela acaba voltando a sua forma original no meio da transa e matá-o. Ele parece sofrer de dor, mas certamente morreu como um homem feliz!




"HATCHET II" (2010) de Adam Green. Para mostrar que as coisas ainda andam bem no gênero Horror Sex, uma cena de "Terror no Pântano 2": Um casal de caçadores aproveita uma pausa e resolvem transar em meio ao pântano. O homem a está comendo por trás e ela pede mais...Surge o assassino Victor Crowley que decapita o sujeito. O corpo em espasmos, ainda grudado, acelera a transa e ela adora! O corpo sem cabeça finalmente cai e quando a mulher vai reclamar...também é vítima do monstro! Lindo & saboroso...






Seguimos pois fazendo estas coisas gostosas...assistindo filmes de Terror e fazendo Sexo...




                                                              By Coffin Souza

3 comentários:

  1. sensacional este seu post sobre horror e sexo nota 10 para os filmes escolhidos e afinal o que seria do horror sem uma dose picante de sexo em seus filme ,hein?
    Um Abraço de Spektro 72

    ResponderExcluir
  2. Excelente!!! Sei que tem uma tonelada de blogs e sites de horror aqui no Brasil e lá fora, mas é o She-Demons que sempre consulto religiosamente pra conferir os novos posts: a paixão e conhecimento profundo que eles demonstram ter pelo gênero e sua naturalidade em lidar com temas como o deste post (sem frescuras) faz todo a diferença pra mim.
    Creio que o desejo, o desejo da vida e de viver no ser humano está intimamente relacionado com a certeza da morte. A representação da morte na arte pode ser excitante porque talvez seja justamente na hora da morte que experimentamos a vida de forma mais intensa possível, em que a desejamos de maneira mais plena, o momento em que nos sentimos mais vivos, daí porque sexo e horror pode ser uma mistura perfeita.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...