segunda-feira, 28 de abril de 2014

Sexo Oral : O Prazer na Ponta da Língua




A boca é um dos órgãos sexuais mais eróticos do corpo humano. Daí o prazer que proporciona o toque dos lábios e da língua nos genitais femininos e masculinos. Uma nas carícias mais íntimas entre os casais hetero ou homossexuais. Desde criança a pessoa se prepara, mesmo que involuntariamente para o sexo oral. Seja sugando o seio, depois a chupeta, mamadeira, o dedo, um pirulito ou picolé. 



 Um ato antigo, comum e bastante difundido, embora historicamente muito combatido! Na história da humanidade, a prática do sexo oral era associada aos desvios sexuais, tanto que na Grécia clássica era considerada apenas uma atividade meramente homossexual. No antigo Egito, o boquete era representado pelo deus Geb e pelo deus Rá que copulavam desta forma consigo mesmos.



Os antigos acreditavam que o sexo oral envolvia "venenos geradores de esterilidade" e sua prática era comparada ao homicídio e ao adultério, com severas punições. 
Mesmo assim já era uma prática comercializada e popular. As  prostitutas fenícias maquiavam seus lábios para faze-los semelhantes aos lábios vaginais e assim conquistarem seus homens, mostrando para a sociedade que praticavam sexo oral e que, portanto, eram mulheres especiais. 



A história relata que Cleópatra, a rainha do Egito, era uma deusa na atividade e que chegou a render mais de 100 soldados romanos numa só noite com sua língua. No extremo oriente a história registra o caso de uma imperatriz que exigia que seus súditos a homenageá-sem de joelhos à sua frente para lamberem e beijarem sua vagina. 



Com o advento da cultura cristã, o sexo oral passou a ser rigorosamente condenado. Como não estava ligado à reprodução, era visto como perversão e praticado apenas por prostitutas. Normal em uma cultura que condena o sexo por prazer...





Segundo a teoria psicanalítica, a erotização é o processo de associar o prazer e a satisfação sexual com as várias partes do corpo e suas funções. Isso inclui a boca (beijos e sexo oral), o ânus (sexo anal e defecação), olhos (prazer em contemplar a nudez ou atividades sexuais) e o nariz (sensações olfativas associadas ao sexo e aos cheiros do parceiro). 



FELAÇÃO: do latim "fellare", que significa chupar, mamar. O famoso boquete ou chupeta. É quando a pessoa se utiliza da boca - língua e lábios - para estimular o caralho de seu parceiro. As vezes é apenas o preâmbulo para a trepada ou uma "arma" para reativar o pau; mas é um prazer indizível poder chegar ao orgasmo e gozar na boca ou rosto da pessoa desejada após uma boa e carinhosa mamada!
A região mais sensível do pau é a cabeça (glande). Combinar o uso das mãos no pau, com a boca nesta região também trás um bom resultado. Desta forma, a(o) parceira(o) pode massagear todo o pau enquanto enlouquece a cabeça com a boca.
Explorar outras regiões também pode ser estimulante para o homem. Massagear as bolas (testículos) com as mãos enquanto estimula o pau com a boca ou até mesmo acariciá-las com a língua e lábios pode gerar muito prazer.







CUNILÍNGUA : do latim Cunnilingus, palavra que deriva de cunnus (vagina) e lingus (língua). É o ato de sexo oral realizado em uma mulher, quando o parceiro/a utiliza a língua e lábios para beijar, chupar, lamber o clitóris e outras partes da buceta. Também pode ser apenas parte das preliminares da foda ou o ato em si até o orgasmo.
A área genital feminina é extremamente sensível, por isso, a suavidade ( e não a força) gera prazer. Não concentre o toque da língua apenas no clitóris, utilizando a língua e os lábios, explore e estimule toda a buceta, de cima a baixo, de lado a lado. Combinar a boca com carícias e penetrações suaves dos dedos (tanto na buceta quanto no cuzinho) é uma boa dica...


 Muitas mulheres só chegam ao clímax via estimulação oral, as vezes resultando em mais de um orgasmo. Leis de algumas jurisdições consideram cunilíngua como "sexo com penetração" para fins de ofensas sexuais, mas nenhuma lei proíbe a prática em si, como no caso do sexo anal ou sexo "extraconjugal".




Apesar de não ser falado abertamente, até pouco tempo na sociedade ocidental, no taoísmo o Cunilíngua recebe um lugar de honra. Isto por que o objetivo do taoísmo é se conseguir a longevidade ou a imortalidade. Eles acreditam que devido a perda de sêmen, secreção vaginal ou qualquer outros líquidos corporais, há a correspondente perda de vitalidade. Por outro lado, através da retenção da porra ou da ingestão das secreções da buceta, um homem ou mulher pode conservar e aumentar seu Ch'i, ou seja sua respiração vital original.




ANILÍNGUA:  do latim anilingus. Ou seja a atividade oral no cu, como preparação para o sexo anal (com o relaxamento do esfícter, abertura e lubrificação do ânus) ou pelo simples prazer que as inúmeras terminações nervosas presentes neste local particularmente sensível proporciona. Pode ser realizado por/ou em pessoas de qualquer orientação sexual para o prazer pessoal ou forma de humilhação erótica. Popularmente chamado de "beijo grego".








69 : É uma posição sexual em que duas pessoas, hetero, homo ou bissexuais, se posicionam de modo que a boca de cada uma delas fiquem nas genitais do parceiro, para assim poderem fazer sexo oral simultaneamente. Nesta posição, os parceiros podem ainda inserir comodamente dedos ou objetos dentro da pepeca  e/ou do cuzinho do(a) parceiro(a) para mais prazer ainda...







BUKAKE: era uma punição empregada as mulheres adúlteras no Japão feudal e que consistia em vários homens humilhando uma mulher com jatos simultâneos de porra na cara enquanto ela estava de joelhos praticando sexo oral neles. Hoje em dia é um fetiche muito presente em filmes pornôs e é associado com práticas SM (já que envolve a relação dominador/dominado) e exibicionistas...






Então pessoal, bocas e línguas em ação... bucetas, caralhos e cus acariciados com tesão!
E boas Trapadas!!!!!











Texto original de "Objetos do Desejo" de Osvaldo Martins Rodrigues Júnior, resumido e adaptado por Coffin Souza & Gisele Ferran

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...