segunda-feira, 21 de julho de 2014

Grace Jones: Vamp, Sexy & Andrógina

"Estranha mutação de homem, mulher e égua puro-sangue"

(Descrição de Grace Jones no livro "Ellas Son Fantásticas" de Antonio Trashorras -Espanha 1997)



Modelo, cantora e atriz, nascida em Maio de 1948 em Spanish Town, Jamaica. Filha de um pastor Pentecostal e político, foi criada pelos avós enquanto seus pais trabalhavam viajando pelos Estados Unidos. Quando menina, sofria bulling na escola por causa de seu físico (muito magra e alta), mas se destacava nos esportes.
 Aos 13 anos ela se mudou com seus irmãos para casa de seus pais em Nova York e alguns anos depois aceitou o convite de um professor e passou a atuar no teatro. Jones começou como modelo aos 18 anos, inicialmente em Nova York, depois em Paris, trabalhando para Yves St. Laurent, Claude Montana, e Kenzo Takada, e aparecendo nas capas das prestigiadas revistas Elle, Vogue e Stern. 
Em 1977, Grace Jones se lançou como cantora com um contrato com a gravadora Island Records. Seu primeiro LP misturava canções de musicais da Broadway, Édith Piaf e disco-music; sendo que o gênero dançante em moda (auxilado também pelo seu visual extravagante e andrógino) a levou as paradas de sucesso. 




Ela começou sua carreira no cinema no Blaxploitation "Gordon's War" (A Guerra de um Homem, 1973) de Ossie Davis, no papel de uma traficante de drogas, e depois apareceu em outros filmes de baixo orçamento na França e EUA. Seu primeiro grande filme foi a fantasia de ação "Conan the Destroyer" (Conan, O Destruidor, 1984) de Richard Fleisher, ao lado de Arnold Schwarzenegger.




Guardião de uma princesa virginal (Olivia D'Abo), o herói Conan precisa recuperar um cristal mágico em poder do demoníaco Toth-Amon. No percurso, ele consegue a valiosa ajuda da feroz guerreira Zula (Grace Jones)...



Em 1982, quando estava na Austrália, Grace conheceu o atlético estudante de engenharia química sueco Dolph Lundgren. Acabou contratando-o como seu guarda-costas e logo começaram a namorar.



 Juntos, posaram para um ensaio sensual na revista Playboy de Julho de 1985 e incentivado por ela, Dolph Começou a carreira de ator em filmes de ação.




 No filme "A View to a Kill" (007 - Na Mira dos Assassinos, 1985) de John Glen,  o agente James Bond (Roger Moore) combate o milionário Max Zorin (Christopher Walken), que quer destruir o Vale do Silício, na Califórnia e controlar a produção mundial de microchips.



Como principal arma, o vilão tem a ajuda da ameaçadora e poderosa May Day (Grace Jones), que dá muito trabalho para o já cansado herói de Moore. Grace Jones conseguiu uma ponta no filme para seu namorado Dolph Lundgren fazer sua estréia no cinema...



Grace foi a prostituta Sonya no western-comédia surreal "Straight to Hell" (A Caminho do Inferno, 1986) de Alex Cox, inspirado pela música homônima da banda The Clash (Joe Strummer da banda está no elenco, assim como Elvis Costello, Courtney Love e integrantes das bandas The Circle Jerks e The Pogues)....



Um papel na medida para seu visual e personalidade apareceu com "Vamp" (Vamp - A Noite dos Vampiros, 1986) de Richard Wenk. Mais um daqueles filmes adolescentes de sexo / horror / comédia que foi muito popular durante os anos oitenta. 




Um grupo de amigos resolve se divertir em um clube de strip-tease e descobrem tardiamente que o local é dominado por vampiros, liderados por sua rainha Katrina (Grace Jones).


Colorido e divertido, seu argumento foi bastante utilizado por Quentin Tarantino quando escreveu "Um Drink no Inferno" (1996) para seu amigo Robert Rodriguez...



Grace viveu uma espanhola no drama de suspense "Siesta" (Marcas de Uma Paixão, 1987) de Mary Lambert, e esteve com Eddie Murphy (e contribuiu com uma canção) na comédia "O Príncipe das Mulheres" (1992). Junto com os também músicos/vocalistas/atores  Martin Kemp e Adam Ant, participou do filme de ação e ficção-científica-B, "Cyber Bandits" (1995) de Erik Fleming. Na trama sobre um milionário que desenvolve uma arma de realidade virtual, Grace Jones faz uma vilã oriental chamada Masako Yokohama (!).


Ela esteve na comédia fantástica "Palmer's Pick-Up" (A Carga Maldita, 1999) de Christopher Coppola; fez a guerreira Impatra na série "Beastmaster" (199); foi uma rainha Zulu no tele filme "Guerreiro da Justiça" (2001) e aproveitou seu visual andrógina para ser uma atração de circo de dois sexos chamada Christoph/Christine, no terror "Wolf Girl" (2001) de Thom Fitzgerald, com Tim Curry.




 Por seu trabalho em Conan, o Destruidor, A View to a Kill, e Vamp, ela foi nomeada  para o Saturn Awards de Melhor Atriz Coadjuvante, e por sua participação em Siesta, foi indicada como Pior atriz coadjuvante no Razzie Awards. Seu temperamento agressivo e provocador já a colocou no centro de diversas polêmicas.





 Grace Jones influenciou o movimento cross-dressing da década de 1980 e tem sido uma inspiração para os artistas, incluindo Annie Lennox, Lady Gaga, Rihanna, Brazilian Girls, Nile Rodgers, Santigold, e Basement Jaxx.






                                                                                                                      by Coffin Souza

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...