segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Marlene Clark : Deusa Blaxploitation




 Marlene Clark nasceu em 19 de dezembro de 1949, em Los Angeles, Califórnia. Seu pai era um motorista de ônibus e sua mãe trabalhava numa fábrica. Marlene cresceu na área de Harlem, em Nova York, e foi para uma faculdade comunitária no Tennesse. Foi nesta época que ela começou a atuar em peças na faculdade. Linda, sensual e carismática, Marlene começou a trabalhar como modelo, e logo foi chamada para o cinema - com um pequeno papel na comédia romântica "Um Homem Para Ivy" (1968), com Sidney Poitier. 



Marlene teve papéis menores em pontas sem créditos em "Perdidos na Noite" (1969), de John Schlesinger,  e na comédia "Putney Swope" (1969). 
Marlene começou a fazer diversos papéis na TV, em séries como "Bill Cosby Show", "Marcus Welby, Médico", "Bonanza" , "Mod Squad", e "O Imortal".



Sua primeira aventura no cinema fantástico foi como a sexy e demoníaca personagem título de "Night of the Cobra Woman" ( A Mulher Cobra, 1972) de Andrew Meyer.



 Nesta co-produção filipino-americana ( da recém fundada New World Pictures de Roger Corman, filmada em "Slitherama"!), ela é Lena Aruza, uma enfermeira que é mordida por uma cobra sagrada, e adquire poderes sobrenaturais e a vida eterna (que ela mantêm se alimentando do sêmen de homens que ela atrai e depois são reduzidos a esqueletos).



Uma jovem pesquisadora (Joy Bang), em busca de um potente soro anti-ofídico, procura a lendária mulher-cobra. Sua "águia- de -estimação" acaba matando a cobra e Lena se transforma em um réptil! 




Ela foi a malfadada Mariane Hargis, na comédia de horror "Beware! The Blob"/"Son of Blob" (1972), de Larry Hagman; uma continuação trash do clássico de 1958...





Outras performance memorável sua, é a agente do governo safada Kim em "Slaughter - O Homem Impiedoso" (1972), um policial de ação com o astro negro Jim Brown.



Ela teve um excelente desempenho como a sedutora, mas perigosa Ganja em "Ganja & Hess" (1973), de Bill Gunn.



Esse Blaxploitation, mistura misticismo afro-americano, possessão e vampirismo. O arqueologista Dr. Hess (Duane Jones, astro de "A Noite dos Mortos Vivos") é ferido com uma antiga faca ritual contaminada e passa a ter uma sede insaciável por sangue humano. Ele acaba se envolvendo com Ganja Meda (Clark), esposa de seu assistente (o diretor Gunn) que o feriu e depois cometeu suicídio.  Apesar de serem inicialmente felizes juntos, Ganja acaba por descobrir a verdade sobre Hess, e sobre seu marido. Ganja também é possuída pela mesma maldição de Hess...



Um filme pretensioso que mistura exploitation e cinema de arte...




Ela fez uma ponta como a secretária de John Saxon no Kung Fu clássico "Operação Dragão" (1973), com Bruce Lee...



 Marlene Clark viveu a esposa do milionário Tom, no terror "The Beast Must Die" (A Fera Deve Morrer, 1974) de Paul Annett, com Peter Cushing.




 Tom Newcliffe (Calvin Lockhart), um empresário e perito caçador, convida seis pessoas ricas para um fim de semana em sua enorme propriedade rural, protegida um sistema de segurança de alta tecnologia.



Corpos começam a aparecer, e Tom suspeita que um de seus convidados é um lobisomem. Todos se envolvem em descobrir quem é a fera e caça-la...



"Black Mamba" (1974) de George Rowe, é, outro terror filipino com Marlene novamente no pepel de uma mulher diabólica.


  O Dr. Paul Morgan (John Asley) trata os cidadãos de uma pequena vila nas Filipinas, e se apaixona pela bela jovem viúva Elena (Pilar Pilapiu). Uma poderosa feiticeira Vudú (Marlene Clark) rouba um anel valioso do túmulo do seu ex-amante (o falecido marido de Elena) e lança uma maldição sobre a jovem... 



Seu próximo trabalho no gênero, seguiu esta tendência de feitiçaria : "Lord Shango" (1975) de Ray Marsh. 



Erroneamente anunciado como uma versão vodu de "O Exorcista", esse estranho,  e muitas vezes confuso conto sobrenatural - tem uma trama que envolve possessão, rituais de sacrifício e o conflito entre as raízes tribais africanas (o culto Yoruba) e a tradição da igreja evangélica Batista do sul dos Estados Unidos.



No cult W.I.P./Girl Gang "The Jezebels"/"The Switchblade Sisters" (Faca na Garganta, 1975) de Jack Hill, Marlene vive Muff, a líder de uma milícia de revolucionárias maoistas/negras, que se une a gangue The Jezebels, contra uma gangue rival...






 Em seu último filme para o cinema -  "The Baron" (1977), de Phillip Fenty, ela esteve novamente ao lado de Calvin Lockhart, para uma história policial envolvendo um ator negro e a Máfia branca...Depois, Marlene Clarke fez apenas algumas participações especiais em algumas séries de TV, até se aposentar em 1988.
 Marlene Clark foi casada com o ator Billy Dee Williams, de 1968 a 1971.
Ela aparece em cenas e em entrevista no ótimo documentário "Machete Maidens Unleashed!" (2010) de Mark Hartley, sobre o cinema de gênero filipino...










                                                                                                                   By Coffin Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...