sexta-feira, 29 de agosto de 2014

A Bela e Misteriosa Dianik...




DIANIK ZURAKOWSKA : Nascida na República do Congo (África) em Março de 1947. Filha de um polonês e uma norueguesa, a bela adolescente se dedicou ao ballet e acabou se mudando para a Espanha. Iniciou sua carreira no cinema com o drama-romântico de terror "La Llamada" (1965) de Javier Setó.




 Dominique, sua personagem, jura amor eterno para seu namorado em um cemitério e acaba morrendo depois em um acidente de avião. O rapaz começa a receber telefonemas do além, com mensagens de sua amada!



Dianik foi presença em muitos euro-westerns, principalmente os dirigidos pelo espanhol Jose Luis Merchant, mas sua estreia no gênero foi em "Joe, o Pistoleiro Implacável" (1966) do italiano Sergio Corbucci, com Burt Reynolds.


Geralmente interpretava  interesses amorosos dos mocinhos, filha de fazendeiro ou jovens esposas . Seu nome apareceu sob várias grafias nos créditos de seus filmes: Dianik Zurakowska, Djanik Zurakowska, Danik Zurakowska, Diannyk Zurakowska, Dianik, Dianick e Barbara Carson.




No filme fantástico em episódios "Fantasía...3" (1966) de Eloy de La Iglesia, Dianik foi Coralina, uma sereia no segmento "La Doncella del Mar".




Ela estrelou o primeiro filme de terror de Paul (Jacinto Molina) Naschy : "La Marca del Hombre Lobo" (1967) de Enrique López Eguiluz, como a jovem Condessa Janice, que se apaixona pelo estranho mas gentil Waldemar Daninsky (Naschy), para saber depois, que ele é um lobisomem.




 Ela o ajuda a encontrar os místicos  Dr. Janos e Wandessa (Julian Ugarte e Aurora de Alba) em busca de uma cura para sua maldição, mas os dois são na verdade vampiros, e possuem planos para aprisionar e utilizar o lobisomem para suas causas sangrentas.




 Waldemar tem que lutar contra os vampiros para salvar sua amada, e é ela quem precisa atirar com balas de prata em seu coração para livra-lo do tormento!



Da fogueira para o caldeirão...Dianik esteve ao lado do grande veterano Boris Karloff em seu filme espanhol "El Coleccionista de Cadáveres" (Caldeirão de Sangue, 1967) de Santos Alcocer.



 Karloff é um  velho escultor cego que utiliza esqueletos humanos como base para seu trabalho e prepara sua  maior obra. O que ele não sabe é que a matéria prima de seu trabalho são corpos de vítimas de sua malévola esposa (Viveca Lindfors) e seu amante (Rubén Rojo), que são descarnados em um caldeirão de ácido no laboratório do porão da mansão. 





Dianik é Elga, que acaba no caldeirão e provoca a investigação de um jornalista e sua namorada, amigos dela.



Depois de outros westerns como "Matarei Um Por Um "(1968), "Deus Como Pai...e o Diabo como Sócio" (1968) , "Os Rebeldes do Arizona" (1969) e "20.000 Dólares por um Cadáver" (1970), Dianik voltou aos filmes macabros. 



Primeiro com a mistura de policial-Horror- gore-quadrinhos "Sexy Cat" (1973) de Julio Pérez (Cannibal Terror) Tabernero, com outra musa "importada" do cinema fantástico espanhol - Lone Fleming.







Em "La Orgia de los Muertos" (A Orgia dos Mortos, 1973) de José Luis Merino, Dianik é a ama Doris Droila, filha do cientista Leon (Gérard Tichy), na Escócia do séc. XIX. 







Enquanto seu pai faz experimentos com a reanimação dos mortos com choques elétricos ( e ela se dedica a uma espécie de ritual Vudu ), a briga por uma herança de um nobre vai fazendo vítimas. 



Paul Naschy faz o coveiro Igor e depois vira um zumbi, nesta trama que mistura magia negra, necrofilia, cientista louco, mortos vivos...e Dianik nua..




Ela esteve em outra orgia de terror, agora "La Orgia Nocturna de los Vampiros" (1974) de Léon Klimovsky. Um grupo de pessoas viaja de ônibus pelo interior da Espanha e ficam presos no estranho vilarejo de Tonia, aparentemente abandonado.



 Mas a noite os habitantes aparecem e eles são bem recebidos por Boris (José Guardiola),o prefeito;  pelo gigante caçador (Fernando Bilbao) e pela Condessa (Helga Liné).



Alma se envolve com Luis (Jack Taylor), outro forasteiro que aparece por lá, e os dois vão ter que lutar por suas vidas, quando percebem que os habitantes locais são canibais noturnos e a Condessa uma vampira!



Depois do Thriller "El Asesino está entre los Trece" (1976) de Javier Aguirre, Dianik só apareceu em uma série de TV francesa com as aventuras do Inspetor Maigret (1977). 
Apesar de estar em plena forma e mais bonita do que nunca, Dianik Zurakowska simplesmente saiu da vida artística. Rumores dizem que ela se aposentou e vive na França de forma anonima...  




                                                                                                                 By Coffin Souza

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Frank Dietz : Monstros, Monstros...Monstros...





Frank Dietz é um Ilustrador, cartunista, animador, ator, produtor, diretor, roteirista e muito mais. A primeira pessoa a ser premiada como "Artista do Ano" no "Rondo Hatton Classic Horror Awards", primeiro em 2006, e depois novamente em 2007. O "Rondo", é um prêmio baseado na Internet e votado pelos fãs, para homenagear personalidades que perpetuam os clássicos do horror em qualquer tipo de mídia. 



Frank F. Dietz tem uma trajetória peculiar : Autodidata em ilustração, fascinado pelos monstros clássicos do cinema e claro por revistas como Famous Monsters of Filmland, realizou muitos trabalhos de ilustração retratando de forma peculiar e bem humorada estes ícones em livros de desenhos e caricaturas e capas de revistas especializadas.





Mas Frank também quis viver o outro lado destas produções, e ainda adolescente realizou (e atuou) em diversos curtas amadores em Super-8. 



                                           Stop Motion Cyclops por Jonathan Guidroy

Estreou como ator profissional nas produções independentes de seu amigo John Fasano "Rock'n'Roll Nightmare"/"The Edge of Hell" (Entrada para o Inferno", 1987); "Black Roses" (1988) e "The Jitters" (O Vampiro de Chinatown, 1989). Também esteve em "Zombie Nightmare" (1987) de Jack Bravman, e mais recentemente em "The Lost Skeleton Returns Again" (2009) de Larry Blamire. 



                               Frank é Reet Pappin em Lost Skeleton Returns Again...



                                                    Larry Blamire by Frank Dietz

Frank emprestou sua arte profissionalmente em diversas animações dos estúdios Disney, desenhando personagens para  "Hércules" (1997) e "Mulan" (1998); passando para animador em "Fantasia 2000" (1999) e trabalhando depois em diversos curtas animados da Dreamworks.
Ele também dirigiu e produziu em parceria com Trish Geiger, o documentário "Beast Wishes" (2012) sobre o "homem-gorila" (e ator, maquiador e colecionador expert em terror clássico) Bob Burns e sua esposa Kathy; e o curta  de terror/comédia/falso-documentário "A Zombie Next Door" (2014)...




Desenhando à lápis e também com trabalhos coloridos à mão, Frank Dietz se diz influenciado pelos seus artistas favoritos: Mort Drucker, James Bama, Basil Gogos, Jack Davis, Reynold Brown e Frank Frazetta. 
Vamos agora aos seus Monstros Clássicos, Pin-Ups e ícones do cinema de terror...







































                                                                                                          By Coffin Souza
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...