segunda-feira, 28 de março de 2016

Cinzia de Carolis: Pequena Tentação Italiana





Cinzia De Carolis nasceu em Roma em Março de 1960. Ela começou cedo sua carreira de atriz, aos 8 anos de idade no telefilme "Anna dei Miracoli" (uma versão da peça/filme "O Milagre de Anne Sullivan"), já fazendo o papel principal!
Depois de mais algumas participações na televisão, ela foi escalada para viver Lori, a neta do jornalista/investigador cego Franco Arno (Karl Malden) no surpreendente Giallo "Il Gatto a Nove Code" (O Gato de Nove Caudas, 1971) de Dario Argento.



Apesar de curta, sua participação foi marcante, e a pequena atriz se destacou.



Cinzia foi IRINA, uma perturbadora  menina vampira/morta-viva em "La Notte dei Diavoli"/"La Noche de los Diablos" ( A Noite dos Demônios, 1972) do veterano Giorgio Ferroni...



... uma adaptação da novela de Aleksei Tolstoy "Semya Vurdalaka"( adaptada antes como um dos episódios do clássico "As Três Máscaras do Terror" (I Tre Volti della Paura/Black Sabbath, 1963) de Mario Bava.



Ela fez o papel título da comédia dramática & polêmica "Vergine, e di nome Maria" (A Virgin Named Mary, 1975) de Sergio Nasca. Misturando comédia sexual adolescente, elementos fantásticos e críticas à superstições religiosas, o filme tinha claro tons blasfemos. 




A jovem Maria (Cinzia) é capaz de prever o futuro durante seus constantes (e as vezes provocados artificialmente por sua mãe!) ataques epiléticos. Depois de um ataque quase fatal, ela aparece grávida, e aparentemente ainda virgem. Logo, ela e todos a sua volta acreditam em um milagre e um crescendo de fanatismo religioso envolve sua pequena cidadezinha do interior... 




Depois de várias outras participações na TV, Cinzia de Carolis ( já maior de idade) desempenhou o papel de Anna, filha de um cientista louco que faz experimentos genéticos com uma cobra em "Libidine" (Lust, 1979) de Raniero di Giovanbattista (sob a alcunha de Jonas Rainer). 






Anna, recém saída de uma escola religiosa, é "estuprada" e se apaixona pela cobra geneticamente modificada (com genes de seu pai, portanto com fortes conotações incestuosas). Neste terror erótico também participam a deusa pornô sueca Marina Hedman (como sua promíscua madrasta Carla) e Ajita Wilson como Mary.





Aproveitando a repercussão do filme, a revista Playboy italiana convidou Cinzia para pousar nua na edição de Julho de 1979...na companhia de uma cobra, é claro.






Seu filme mais cultuado (inclusive por cineastas como Joe Dante e Quentin Tarantino) foi "Apocalypse Domani" (Canibais do Apocalipse, 1980) de Antonio Margheriti.



Ela vive Mary, a jovem vizinha de Norman Hopper (John Saxon), que voltara do Vietnã portando um vírus que transforma quem é mordido em canibal...




Uma aventura de horror & gore, que mistura "Dawn of the Dead" (mas sem zumbis/mortos-vivos) com "Apocalypse Now" (Margheriti também realizou  "L'Ultimo Cacciatore"(Apocalypse 2, 1980 ) que mistura "O Franco Atirador" com "Apocaypse Now"...).


Cinzia faria mais alguns trabalhos inexpressivos como atriz no cinema e TV, se dedicando então a trabalhar apenas com sua voz. 




Ela já gravara discos quando criança e em 1982 tentou a carreira pop, passando então a dubladora,em séries de TV e desenhos animados.
Ela se casou com o Dr. Ugo Crisci e é mãe de Daniel Martin e Lorenzo Crisci, também dubladores... 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...