segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A Bela Que Criava Monstros- O Mistério de Milicent Patrick


Com o nome de Milicent Patrick, ela apareceu em 21 filmes ao longo de um período de 20 anos (1948 a 1968), atuou em dezenas de programas de televisão, trabalhou como figurinista, designer de personagens, e ilustradora em inúmeros outros filmes, e teve um papel significativo na criação de alguns personagens clássicos do cinema de Ficção Científica da década de 1950. 

A vida de Milicent Patrick é ainda mais misteriosa do que as criaturas que ela criou. Ela nasceu em 1915 ( mas algumas fontes creditam 1930!!?) filha de Camille Charles Rossi, um arquiteto e engenheiro que supervisionou a construção de uma mansão do famoso milionário William Randolph Hearst na CalifórniaSeu nome verdadeiro era Mildred Elizabeth Fulvia di Rossi e, de acordo com algumas fontes, ela nasceu de uma baronesa italiana ?? a Baronesa di Polombara.


 Musicalmente talentosa, ela tinha ambições iniciais de se tornar uma pianista de concerto, mas em vez disso estudou arte com uma bolsa depois que se formou no colegial na tenra idade de 14. Ela estudou no Instituto Chouinard na Califórnia , e foi posteriormente contratado pela Disney para trabalhar em filmes de animação no final de 1940. Seu currículo afirma a distinção de ela ser o primeiro animador do sexo feminino contratado por esse famoso estúdio.




 Milicent Patrick começou sua carreira de atriz e modelo aos 33 anos de idade com um pequeno papel não creditado na comédia romântica "Viver Sonhando" (1948) de William Castle. Ela continuou fazendo pontas em filmes para o cinema e TV (série Roy Rogers), até que um dia mostrou seus desenhos ( ela também trabalhava como ilustradora de livros infantis)  para Bud Westmore o chefe de maquiagem da Universal Filmes. Depois, ela começou a trabalhar como "designer de maquiagem" em um filme de Errol Flynn  e começou a se destacar. Patrick criou e projetou a figura de Mr. Hyde em "Abbott e Costello Meets Dr. Jekyll e Mr. Hyde ( Abbott e Costello Contra o Médico e o Monstro, 1953 ) de Charles Lamont, com Boris Karloff...




Lou Costello e o dublê Eddie Parker, que fazia o papel de Mr. Hyde depois que o Dr. Jekyll de Karlof se transformava... 

...e o ciclope alienígena da ficção científica B- clássica "It Came From Outer Space" (Veio do Espaço, 1953) de Jack Arnold.





Milicent criou dois desenhos diferentes para este filme, o que foi rejeitado pelos executivos da Universal, foi depois utilizado como os mutantes de  "This Island Earth" (Guerra Entre Planetas, 1955 ) de Joseph Newman; tornando-se também figuras icônicas.







Foi Millicent quem desenhou o Gil-Man de "Creature from the Black Lagoon" (O Monstro da Lagoa Negra, 1954) de Jack Arnold, um dos mais celebrados monstros clássicos da década e um soberbo e original design!











Vendo uma grande oportunidade de publicidade em suas mãos, os chefes do estúdio enviaram a bonita Milicent Patick  em uma excursão nacional para promover o Monstro da Lagoa Negra com a campanha original de "a bela que criou a fera". No entanto, esta campanha foi rapidamente alterada para  "a bela que vive com as feras". 



Enquanto Milicent estava em sua turnê publicitária,  seu chefe Bud Westmore ( George Hamilton Westmore - 1918/1973)  descobriu que o trabalho não foi atribuído somente a ele em vários jornais, e Patrick tinha sido (com razão) considerada autora da obra de arte.  Em fevereiro, enquanto a turnê estava em pleno andamento, Westmore fez um grande esforço para responder e negar numerosas entrevistas e matérias em jornais e revistas  sobre o filme, algumas citando-a como única criadora da criatura, sem menção de Westmore ou dos outros membros do pessoal do departamento de make-up  ( o maquiador, escultor e também design de maquiagem Jack Kevan (1912-1997), assim como Milicent, também contribuiu muito em vários trabalhos realizados por Westmore, sem receber nenhum crédito... ).


Jack Kevan, Boris Karloff , Bud Westmore & a máscara desenhada por Milicent Patrick (sem créditos!) para "A & C Meets Dr.Jekyll and Mr. Hyde"...


  Westmore deixou claro em suas queixas para os executivos da Universal que ele não tinha intenções de novas contratações dos serviços de Ms. Patrick como uma artista de design novamente. Ela foi demitida do departamento.  Quem sabe como a história (e os filmes de horror e ficção científica) teriam tomado forma, se Milicent Patrick tivesse permanecido na Universal ???



Milicent Patrick ainda atuou em alguns filmes e séries de TV durante os anos 60,  se casou com Lee Trent, um empresário de sucesso e depois se retirou totalmente da vida artística. O Screen Actors Guild lista-a como "desaparecida". 


                                  Milicent atuando na série "Ramar das Selvas" (1953)


Milicent faleceu em 24 de Fevereiro de 1998, aos 82 anos.


Mais sobre a artista em :

- http://www.tor.com/2011/10/27/the-fantastic-mystery-of-milicent-patrick/ 

-http://www.behindthethrills.com/2015/08/monday-monster-makers-the-beauty-who-created-the-beast-milicent-patrick/

-https://canibuk.wordpress.com/2011/08/30/milicent-patrick-and-the-creature-from-the-black-lagoon/


2 comentários:

  1. Uma figura feminina no mundo do terror e uma das primeira na arte do desing de criaturas assustadoras ,ótima ! matéria Mestre Coffin Souza desta pioneira na arte de desing ,eu assisti " O Monstro da Lagoa Negra " é um dos meus filmes favoritos e graças a ela ,ele ( tanto o filme ,quanto á criatura ) se tornaram mais um ícone do mundo dos monstros de Hollywood ,que serão sempre lembrados por gerações de amantes da sétima arte .

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...