terça-feira, 4 de outubro de 2016

Necrofilia, Crônicas de Um Amor Morto!


Necrofilia é um dos grandes tabus sexuais do mundo - no topo da lista junto com a bestialidade e o incesto.
É um tipo de Patologia sexual, que consiste de excitação erótica, causada pela contemplação, o contato, mutilação ou evocação mental de um cadáver. 




Necrofilia, um termo cunhado pelo médico Alexis Epaulard em 1901, é do tipo Sádico, "quando o afetado mata primeiro a vítima, para após estuprá-la ou sodomiza-la". 




A atração sexual por cadáveres existe desde os tempos remotos, e em algumas tribos da África e da Asia, é considerado um ato sagrado. Alguns personagens históricos foram necrófilos, por exemplo, Periandro (627 a.c.), tirano de Corinto, viveu por anos com o cadáver de sua esposa Melissa; Juana I, rainha de Castilla ( conhecida como Juana La Loca ) manteve três anos o corpo sem vida de seu querido Felipe, após a morte dele em 1506...


Mas o assunto é atual, vejamos esta noticia de 24 de Janeiro de 2016:

“Jennifer Burrows, uma patologista assistente  dos serviços de exames  médicos do condado de Jackson ( Missouri, USA), é acusada de ter relações sexuais com dezenas de cadáveres ao longo dos últimos dois anos, um comportamento que levou ao nascimento de um bebe em 7 de janeiro deste ano.

De acordo com o Kansas City Missouri Police Department, seu bebê é o filho de um homem que morreu em um acidente de carro  em março de 2015, e cujo corpo ela deveria fazer a autópsia. Eles alegam que  Ms. Burrows teria abusado sexualmente de mais de 60 outros corpos mortos, pertencentes ao sexo masculino com idades entre 17 a 71 anos .
Jennifer, de 26 anos, foi presa depois que um exame de DNA confirmou que seu filho recém nascido era resultado de uma relação com um cadáver do necrotério onde ela trabalhava…

Dr. Gerald Porter, um psicólogo conhecido e especialista em distúrbios sexuais associados ,do Instituto de Ciências Psicológicas, acredita que a acusada é claramente uma necrófila compulsiva, e que sua escolha da profissão foi inspirado por seu desvio sexual em primeiro lugar.

Todos parecem concordar, no entanto, que a mulher sofre  de problemas mentais e que ela provavelmente irá registrar um pedido de insanidade.”


                                                               (World News Daily Report)




 Na cultura popular encontramos a necrofilia na literatura (como na obra de Edgar Allan Poe, Álvares de Azevedo, Marquês de Sade, Augusto dos Anjos etc...), quadros, ensaios fotográficos, músicas, histórias em quadrinhos, animes e filmes...











    "Nem a Morte vai o separar o Amor que sinto por você!"



        "Por que é melhor tarde, do que nunca..."

 A imagem de uma bela mulher sendo acompanhada, ameaçada ou acariciada por um cadáver, é um ícone do terror erótico desde os tempos remotos. 








 Uma revista norte americana se dedica ao tema..."Girls and Corpses" é uma publicação de terror & humor, com ensaios sensuais de lindas modelos ao lado de corpos putrefatos, zumbis e esqueletos, ou como eles mesmos definem "Garotas Quentes posando com Corpos Frios"








Não é um tema muito explorado (pelo menos de forma mais explícita) em comédias de TV e filmes de grandes bilheterias, mas existem várias obras que lidam com a necrofilia e que merecem ser vista e aproveitadas...por necrófilos ou não...



                                 Não briguem rapazes, ela não vai a lugar nenhum...




Fiz uma seleção de 10 filmes sobre o amor necrófilo através do mundo...

 "L'Orribile Segreto del Dr. Hichcock" (O Demonio e o Dr. Hichcock, Itália, 1962) de Riccardo Freda, com Barbara Steele

                                       



"Love Me Deadly" ( EUA, 1973) de Jacque LaCerte







"Buio Omega" ( Itália, 1979) de Joe D'Amato

  





"Si Yiu" (Corpse Mania, Hong Kong,  1981) de Chih-Hung Kuei








"Nekromantik" ( Alemanha, 1987) de Jörg Buttgereit  








"Nekromantik 2" ( Alemanha,1991) de Jörg Buttgereit 






"Aftermath" ( Espanha, 1994- curta metragem) de Nacho Cerdá 








"Kissed" ( Cerimônia do Amor,  Canadá, 1996) de Lynne Stopkewich






"Bisita Q" (Visitor Q, Japão,  2001) de Takashi Miike







"El Cadáver de Anna Fritz" (Espanha, 2015) de Hèctor Hernández Vicens





...e também...









"Em torno a mim, nesta hora, estriges voam,
E o cemitério, em que eu entrei adrede,
Dá-me a impressão de um boulevard que fede
Pela degradação dos que o povoam.

Quanta gente, roubada à humana coorte,
Morre de fome, sobre a palha espessa,
Sem ter, como Ugolino, uma cabeça
Que possa mastigar na hora da morte;

Que resta das cabeças que pensaram?!
E afundado nos sonhos mais nefastos,
Ao pegar num milhão de miolos gastos,
Todos os meus cabelos se arrepiaram.

Os evolucionismos benfeitores
Que por entre os cadáveres caminham,
Iguais a irmãs de caridade, vinham
Com a podridão dar de comer às flores!

Os defuntos então me ofereciam
Com as articulações das mãos inermes,
Num prato de hospital, cheio de vermes,
Todos os animais que apodreciam!

É possível que o estômago se afoite
(Muito embora contra isto a alma se irrite)
A cevar o antropófago apetite,
Comendo carne humana, à meia-noite!

Com uma ilimitadíssima tristeza,
Na impaciência do estômago vazio,
Eu devorava aquele bolo frio
Feito das podridões da Natureza!"

(Trechos de "Os Doentes" de Augusto dos Anjos -1884/1914)



Um comentário:

  1. Não gosto muito do tema " Necrofilia " mas tem doido para tudo nesse mundo e tabus são para ser expostos e escritos e mencionados nesta ou qualquer outro blog da face da Terra , desse filmes que você colocou em sua lista só conheci três deles o resto para mim são inéditos.. ótima matéria deste blog que não tem papas na línguas e continuem nos encantando com os seus textos divertidos e as fotos maravilhosas ( principalmente quando aparece mulheres nuas como nas outras postagens anteriores que não comentei mas vi ) ,mestre do underground Coffin Souza,um abraço de Spektro 72.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...