domingo, 20 de maio de 2018

CICCIOLINA: Sexo , Arte & Política





Modelo, atriz, atriz pornô, radialista, cantora, ativista ecológica,  ativista política, parlamentar italiana...Grande Musa erótico-pornográfica dos anos 80...




 Nascida em 26 de novembro de 1951 em Budapeste, Hungria como Elena Anna Staller, depois adotou o nome artístico de Ilona Staller. Aos 13 anos começou a trabalhar como modelo na agência húngara MTI. Anos mais tarde, conheceu um italiano em Budapeste e se mudou com ele para Milão. Lá, a bela jovem começou a fazer pequenos filmes eróticos, e pontas no cinema, como no giallo "5 Donne per L'Assassino" (1974) de Stelio Massi (com o pseudônimo de Elena Mercuri)...




...e na comédia de terror " Il Cav. Constante Nicosia demoniaco, ovvero: Dracula in Brianza" (O Jovem Drácula, 1975) de Lucio Fulci, com Lando Buzzanca !




No mesmo ano ela estrelou (como Ilona Staller) a comédia sensual "L'a Ingenua" (foto abaixo), o dramalhão erótico "Inhibition" (Inibição) e participou do controverso suspense "Bestialitá ( de George Eastman/Luigi Montefiori) sobre...zoofilia...




Paralelamente a sua carreira no cinema, Ilona comandava um programa na rádio Luna FM (depois na rádio San Paolo), aonde dava conselhos sexuais com sua voz sedutora, e chamava os ouvintes de "cicciolinos" ('fofinhos'), ganhando assim o apelido que a tornou famosa.




 Mais tarde ela teve uma passagem muito rápida e polêmica pela TV italiana, com seu programa sendo severamente cortado pela própria emissora, o que gerou um processo de Cicciolina contra os executivos por quebra de contrato (que previa liberdade total em seu conteúdo).




Depois de um ensaio na revista "Playman",ela conheceu o fotógrafo Riccardo Schicci, e juntos passaram a produziram shows eróticos cada vez mais ousados, e, finalmente embarcaram na indústria do hard-core... 






...Já com o pseudônimo de Cicciolina, e quase sempre com a direção de Schicci, a loirinha safada foi ousando cada vez mais! Seus pornôs possuem cenas de masturbação com bananas, cenouras & garrafas; Golden Shower; Coprofagia (como em "Cicciolina Number One"-1986); Zoofilia; Estupro; S&M; Bizarrias & muito Oral, Anal & DPs...





Além disto, Ilona que já era alvo de processos na justiça por obscenidades (por conta dos shows), também brincava com a religião (como Cicciolina de freira em "Racconti Sensuali"/"A Sensualíssima Cicciolina"- 1986), e com as autoridades ("The Rise and Fall of the Roman Empress"/"Ascensão da Imperatriz Romana"- 1987, de Giorgio Grande)...



                   Provocação: Cicciolina e ao fundo, a Basílica de São Pedro, no Vaticano...


Cicciolina foi uma das fundadoras do Partido do Sol (La Lista del Sole) em 1976, um dos primeiros partidos verdes do mundo. No meio dos anos 80 ela entrou seriamente na política, candidatando-se a deputada pelo Partido Radical. Fez a campanha semi-nua, e em 1987 foi eleita ( mais de 20 mil votos) para o Parlamento italiano. Fez muto barulho (como sempre) com seus projetos, como a liberação da pedofilia, liberdade sexual dos presos, impostos ambientalistas, educação sexual nas escolas, fim da censura, e o fim completo da energia nuclear...




Em 1976, Ilona gravou seu primeiro disco como vocalista, e vários outros até 1987...



No auge da fama, Cicciolina escreveu o livro "Confessions" (lançado no Brasil pela Editora Record), uma auto-biografia-fictícia, misturando sua  ida e sua personagem. Na mesma época foram lançada sua aventuras "reais" em forma de "fumettis" (HQs), primeiro aparecendo na revista pornô "Le Ore", depois em série própria pela International Press...






...Em 1991 foi lançado o álbum "Cicciolina Amore Libero" de Fillipucci & Romanini, reimaginando a biografia da musa de forma mais onírica, dando ênfase a sua luta contra o ódio e a guerra utilizando o erotismo...



Neste mesmo ano ela se casou com o  fotógrafo, escultor e ator americano Jeff Koons. O artista iniciou então uma série chamada "Made in Heaven" : Fotografias, pinturas e esculturas explícitas do casal... 












 Em 29 de outubro de 1992 nasceu Ludwig Maximilian o filho do casal. O casamento durou até 1994, quando se divorciaram e iniciaram uma luta na justiça pela guarda do menino. Depois de anos de batalhas legais, Staller perdeu a guarda de seu filho para Koons em 1998, quando um tribunal italiano decidiu que ela era "liberal demais" para sustentar a educação moral de seu filho. Assim mesmo, Ludwig continuou morando com ela na Itália...




Seu último pornô foi "Carcere Amori Bestiali" (1994) de Riccardo Schicchi, com Rocco Siffredi; vivendo uma congressista lutando para liberar as visitas conjugais dos presos, uma de suas batalhas políticas reais...

Falando em política, em 1991, Cicciolina fundou junto com Riccardo Schicchi, Moana Pozzi (também famosa atriz pornô e sua colega em vários filmes) e Mauro Biuzzi o Partito Dell'Amore(Partido do Amor), que defendia a liberação dos bordéis, educação sexual para crianças, defesa dos animais, luta contra a poluição, etc...




 Nas eleições de 1992, o partido recebeu expressiva votação com quase 23 mil votos. Em 1993, nas eleições municipais, Moana Pozzi candidatou-se a prefeitura de Roma recebendo quase 9 mil votos. 





                          Cicciolina & Moanna, colegas nos filmes XXX e na política


Após a morte de Moanna Pozzi, em 1994, vitima de um câncer de fígado, o Partido do Amor não disputou mais nenhuma eleição, embora não esteja oficialmente desativado. Cicciolina foi sua presidente no ano de 1992.
Em 2012, Cicciolina fundou o Partido DNA (Democracia, Natureza e Amor), juntamente com o advogado Lucca di Carlo, para concorrer as eleições estaduais de 2013, não conseguindo a sua re-eleição ao parlamento. Em seguida, Cicciolina filiou-se ao Partido Liberal Italiano...

Em 1996, Cicciolina veio ao Brasil para atuar na telenovela "Xica da Silva" (TV Manchete), no papel da cortesã Ludovica de Castelgandolfo, claro que com cenas apimentadas...






Cinema, Vídeo, TV, Rádio, Quadrinhos, Esculturas, Pinturas, Fotografias, Discos, Revistas, Congresso, Palanques...ILONA-CICCIOLINA... Número Um!















Páginas de "fumetti" de Cicciolina, do blog italiano : ZERO IN CONDOTTA ( Quatro histórias completas com Cicciolina e uma centena de histórias adultas dos anos 70/80 !)













Um comentário:

  1. Grande mulher essa Cicciolina sempre de mente aberta a questões sexuais e politicas ,eu assisti á sua participação na novela "Xica da Silva " na extinta Rede Manchete de Televisão ,na época ele não faz mais cenas ousadas demais por que ela estava brigando pela á guarda do filho dela por isso as cenas mais tórridas não foram realizadas pois ela tinha medo que o marido dela usa-se isso contra ela no tribunal ,mesmo á sua presença nas telas tupiniquim ficando pelada ou não ,já valeu a pena de vê-la ,pois ela é linda de qualquer jeito ,Viva á Cicciolina e Viva esse blog She Demons Zine e seu criador ! Um abraço de Spektro 72.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...